publicidade
23/10/19
Foto: Adriano Machado/Greenpeace
Foto: Adriano Machado/Greenpeace

Greenpeace usa tinta preta em protesto em frente ao Palácio do Planalto e ativistas são detidos

23 / out
Publicado por Douglas Fernandes em Notícias às 11:06

Na manhã desta quarta-feira (23), ativistas do Greenpeace Brasil fizeram um protesto em frente ao Palácio do Planalto contra a “demora” do governo Jair Bolsonaro (PSL) em agir na crise ambiental provocada pelo vazamento de óleo no litoral do Nordeste. Os manifestantes usaram uma espécie de tinta preta para simbolizar o material que se alastra pelas praias da região. Os integrantes acabaram detidos pela Polícia Militar do Distrito Federal e levados à 5ª Delegacia de Polícia Civil em Brasília.

LEIA TAMBÉM
» Ricardo Salles usa desastre ambiental no Nordeste para criticar Greenpeace

O Blog de Jamildo entrou em contato com a delegacia e foi informado que a ação da polícia foi motivada pela “interdição da via com alguns materiais” utilizados na manifestação. O caso ainda está sendo analisado e não há informação se eles serão autuados. No Twitter, o Greenpeace repercutiu a interrupção do protesto.

O grupo ainda rebateu a acusação do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, de que os ativistas “depredam patrimônio público”, a quem os chamou de “ecoterroristas”. E ressaltou que o ministro não poderia ver a resposta por ter bloqueado a conta do Twitter do grupo.

“Como sociedade, é nosso dever constitucional defender o meio ambiente e é isso que estamos fazendo hoje”, rebateu o Greenpeace.


FECHAR