publicidade
21/10/19

‘O Governo do Estado não tirou nada de óleo das praias de Ipojuca’, diz gestão Célia Sales

21 / out
Publicado por jamildo em Notícias às 12:13

Nas mãos da oposição, a gestão de Ipojuca, com Célia Sales, do PTB, reagiu e rebateu as informações divulgadas pelo governo do Estado nesta segunda-feira, a título de balanço das ações no tratamento do vazamento de óleo nas praias do litoral Sul.

Governo Paulo Câmara diz ter retirado 71 toneladas de óleo das praias do litoral sul

“Apoiou, deu suporte sim, com a empresa Suape também, mas O Governo do Estado não tirou nada de Ipojuca. Tem que subtrair dessa conta o que nossos voluntários retiraram com o apoio da prefeitura e dos doadores” afirma Puran Medeiros, chefe de Gabinete da gestão do PTB em Ipojuca.

No final da tarde, a assessoria voltou ao tema, adotando mais cuidado e menos açodamento.

“Com relação à matéria publicada neste blog com o título – O Governo do Estado não tirou nada de óleo das praias de Ipojuca – A Prefeitura do Ipojuca esclarece que: estabeleceu o gabinete de crise e articulou com a sociedade civil organizada (ONGs, trade turístico associações ambientais) que arregimentou um voluntariado de aproximadamente 6 mil pessoas. Integrou todas as suas secretarias colocando nas praias um efetivo de servidores de aproximadamente 3 mil pessoas. Arrecadou mantimentos, água e EPI e coordenou a logística de ações e distribuição”, afirma a administração do PTB.

“Neste trabalho foi fundamental o apoio de Suape e do Governo do Estado de Pernambuco que cedeu equipamentos, maquinário pesado e material de contenção, além da ação conjunta com o CPRH na orientação quanto à acomodação e descarte dos dejetos de óleo para o local apropriado. Assim, existiu apoio e parceria de ambas as partes, porém foi a força do povo de Ipojuca que bravamente enfrentou e venceu esta batalha, limpando 100% de nossas praias em tempo recorde. Temos esperança que tudo volte ao normal, porém estamos vigilantes para qualquer nova ocorrência e contamos mais uma vez com o apoio de todos”, escreveu a gestão municipal.

Ipojuca comemora operação para limpeza de praias atingidas por óleo

Frisando que fez tudo ‘em tempo recorde’ a Prefeitura do Ipojuca divulgou que, juntamente com voluntariado, conseguiu limpar as praias do município que foram atingidas pela mancha de óleo.

“A Praia de Porto de Galinhas, conhecida internacionalmente, não sofreu, até às 17h deste domingo (20), com o desastre ambiental. Nenhuma mancha de óleo foi encontrada no local, e o monitoramento continua sendo feito de forma ostensiva nos 33km da orla ipojucana. As praias estavam abertas aos banhistas normalmente”, minformou a gestão, mais cedo.

De acordo com a gestão, o óleo recolhido nas praias está, em grande parte, sendo armazenado em recipientes específicos; outra parte por recomendação da CPRH (Companhia Pernambucana de Recursos Hídricos), está sendo levado para valas com mantas impermeáveis localizadas em Maracaípe e Muro Alto. Lá, a substância será recolhida pela companhia e levada para o Centro de Tratamento de Resíduos em Pernambuco, localizado em Igarassu. As primeiras manchas nas praias foram vistas na madrugada de sábado 19, no Pontal de Maracaípe, depois, nas praias de Camboa, Toquinho, Merepe, Enseadinha, Cupe, Muro Alto e Serrambi.

Para fazer o trabalho de limpeza das praias, a Prefeitura do Ipojuca, por meio do Comitê Gestor de Crise, fez um mutirão que envolveu as secretarias de Defesa Social, Meio Ambiente e Controle Urbano, Turismo, Governo, Comunicação, Educação, Saúde, Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA), Agência Municipal de Trânsito (AMTTRANS), Agricultura e Infraestrutura.

“Além disso, o trabalho contou, sobretudo, com a massiva participação da sociedade civil, ONGs, associações, empresários, rede hoteleira. Segundo representantes do trade turístico, o desastre ambiental não causou prejuízos imediatos à rede de hotéis”.

De acordo com a equipe de Célia Sales, será realizada uma campanha para esclarecer aos turistas que as praias estão limpas e que o litoral espera os visitantes para o Revéillon.


FECHAR