publicidade
21/10/19
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Deltan recusa possibilidade de promoção para ficar na Lava de Jato em Curitiba

21 / out
Publicado por Douglas Fernandes em Notícias às 17:50

O coordenador da força tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, procurador Deltan Dallagnol, recusou a possibilidade de uma promoção a uma vaga de procurador-regional da República, onde atuaria na segunda instância da Justiça Federal, para continuar coordenando a força-tarefa do Ministério Público Federal. A informação é do jornal O Globo. Segundo o jornal, Deltan encaminhou uma carta ao Conselho Superior do MPF em que oficializa a recusa a participar da lista de procuradores aptos a serem promovidos.

Por estar há pelo menos cinco anos na função, Deltan Dallagnol estaria apto a ser escolhido por uma das dez vagas em aberto, todas, contudo, fora de Curitiba, obrigando-o a deixar a força-tarefa no Paraná. Nove delas em Brasília (DF) e uma em Porto Alegre (RS). O procurador anunciou a decisão em nota enviada por sua assessoria nesta segunda-feira (21).

LEIA TAMBÉM
» Meu ‘maior prazer’ seria sair da prisão e Moro e Deltan entrarem, diz Lula
» Deltan defende Augusto Aras e é criticado por procuradores, diz jornal
» Lava Jato diz que Deltan nunca pediu investigação de ministros do STF

“A decisão foi tomada após conversar com os demais procuradores da força-tarefa e tomou em conta aspectos pessoais e profissionais”, disse Deltan.

De acordo com O Globo, procuradores próximos ao coordenador da Lava Jato em Curitiba vinham defendendo que ele aceitasse a possibilidade de promoção para reduzir a pressão por sua saída do posto após o vazamento de suas mensagens trocadas com outros integrantes da força-tarefa no aplicativo Telegram. Ainda de acordo com o jornal, Deltan vinha resistindo à ideia porque avaliar que o conteúdo das mensagens vazadas não compromete o seu trabalho no comando da operação no Paraná.


FECHAR