publicidade
21/10/19
Matheus Britto/Prefeitura do Jaboataão
Matheus Britto/Prefeitura do Jaboataão

Com óleo nas praias, PV critica ‘omissão de Bolsonaro’ e associa derramamento de óleo com medo de acidente nuclear

21 / out
Publicado por jamildo em Notícias às 15:50

Os partidos entraram nesta segunda-feira na discussão do derramamento de óleo nas praias do Nordeste.

Além do PSDB, também o PV se pronunciou. Os verdes, em um lance de ousadia, chegaram a relacionar os problemas com o óleo nas praias do Nordeste a um hipotético e pouco provável acidente com uma usina nuclear em Itacuruba.

Mais cedo, Túlio Gadelha também usou as redes sociais para pedir que o governador decretasse emergência.

Quebra de braço entre governos federal e estadual

O deputado federal Túlio Gadêlha (PDT-PE) divulgou que passou o final de semana mobilizado na limpeza das praias no litoral pernambucano.

Nesta segunda-feira (21), ele criticou a quebra de braço entre os governos federal e de Pernambuco. Na sua avaliação, isto tem gerado lentidão no combate ao vazamento de óleo que atingiu a costa do Nordeste.

“Os governos federal e estadual precisam deixar as divergências de lado e focar em ações mais efetivas para reduzir ao máximo os danos na biodiversidade, na vida das pessoas e na economia. Se não fosse o povo limpando com as próprias mãos, a situação estaria muito pior”, disse Gadêlha.

“Observamos que não existe qualquer ação do governo federal para conter o óleo nas praias do Nordeste. Mas é inadmissível também que o governo estadual não tenha decretado estado de calamidade pública em Pernambuco”.

Gadêlha disse que vai solicitar a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a causa do vazamento de óleo de petróleo no Nordeste.

Ele disse que vai integrar a Comissão Externa destinada a apurar e acompanhar o vazamento de óleo de petróleo na costa do Nordeste, protocolada na última semana e que aguarda o aval do presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

NOTA ACERCA DO DESASTRE AMBIENTAL NA COSTA NORDESTINA

O Partido Verde expressa sua indignação com a leniência e descaso das autoridades brasileiras diante desse desastre ambiental sem precedentes, que fere de morte a biodiversidade da costa marinha do litoral nordestino.

Já se vão quase 60 dias e ainda estamos sem notícias precisas e concretas sobre a origem deste devastador desastre ambiental, a sociedade brasileira assiste incrédula a omissão criminosa dos Governos Federal e Estadual quanto às providências objetivas para conter, recolher e destinar corretamente o petróleo cru que se esparrama pelo mar do Nordeste e compromete a biodiversidade, a economia, a vida das pessoas.

As toneladas de óleo que estão sendo retiradas do litoral do Nordeste, é graças, sobretudo, ao trabalho incansável de voluntários, ativistas ambientais e pescadores. A sociedade civil que, sensibilizada com a causa, resolveu, sem grandes meios, não aguardar pelas ações do Governo Federal que ignorou, desde o semestre passado, o Plano Nacional de Contingência. O que restou foi o descaso aumentando, ainda mais, a dificuldade para descobrir a origem do vazamento e conter a poluição. Se não fosse o agir da sociedade civil que vem pegando com as unhas, pás, carros de mão e todo tipo de improviso, suando a camisa e colocando a suas próprias vidas em risco na busca desesperada de providências de reparo e mitigação desta chaga ambiental, o quadro ainda era pior.

Ainda não temos ideia da extensão dos danos causados à vida marinha e dos mangues, na atividade pesqueira, na segurança alimentar e na cadeia econômica do turismo, mas, seguramente, vamos amargar perdas significativas e sérios danos à saúde das pessoas em nosso sofrido Nordeste.

Diante desta calamidade, O Partido Verde conclama a população pernambucana a exigir das autoridades informações e providências concretas para minimizar os impactos ambientais e sociais.

Já podemos imaginar o que poderá ser um desastre com uma usina nuclear em nosso Estado. Assim, também devemos lutar contra o projeto de Instalação de uma Usina Nuclear no Sertão Pernambucano, que, com precedentes como esse do desastre do derramamento de petróleo cru na costa do Nordeste, dá bem a medida de um desastre dessa dimensão em uma Usina Nuclear sobre a população do nosso estado.

Basta de descaso criminoso, não à ganância e à voracidade do lucro a qualquer preço!

Jorge Carreiro
Presidente do Partido Verde de Pernambuco<TB>


FECHAR