publicidade
21/10/19
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Após exonerações, Lula Cabral empossa secretários no Cabo

21 / out
Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 18:33

Uma semana após o prefeito Lula Cabral (PSB) reassumir a gestão do Cabo de Santo Agostinho e todo o secretariado pedir exoneração, o socialista nomeou nesta segunda-feira (21) novos auxiliares. Dos 13 secretários, sete já tinham cargos e voltam à prefeitura.

Lula Cabral levou a deputada estadual Fabíola Cabral (PP), sua filha, para a cerimônia.

Os novos secretários são:

  • Josemar Ferraz (Planejamento e Meio Ambiente)
  • Cleidiane de Lemos Vasconcelos (Executiva de Meio Ambiente)
  • Rizelma Soraia (Controladoria Geral)
  • Fátima Almeida (Educação)
  • Cithia Neri (Executiva de Obras Públicas)
  • Daniel Batalha (Executivo de Administração e Recursos Humanos)

Voltam a conduzir as mesmas pastas:

  • Edna Gomes (Programas Sociais)
  • Sizenalda Timóteo (Finanças e Arrecadação)
  • Osvir Guimarães (Assuntos Jurídicos)
  • Ronaldo Santos (Juventude e Esportes)
  • João Batista de Moura (Procuradoria-geral)

Além desses secretários, Elvis Plínio foi remanejado da chefia de gabinete para a pasta executiva de Orçamento Participativo. Magna Suely Aleixo Santos, que era secretária de Gestão Pública, assumiu a de Infraestrutura.

Raimundo de Sousa Nascimento deixa a Secretaria Executiva de Meio Ambiente e acumula as pastas executiva de Limpeza Pública e a coordenação de Serviços Públicos.

Lula Cabral de volta à prefeitura

Após quase um ano afastado do cargo por ser alvo de investigação, Lula Cabral reassumiu o mandato no último dia 15. O retorno do socialista foi autorizado pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.

De acordo com as investigações do Ministério Público Federal (MPF), que correm em segredo de justiça, Lula Cabral teria supostamente ordenado a transferência de mais de R$ 90 milhões do instituto de previdência municipal, o CaboPrev – que antes se encontravam investidos em instituições sólidas – para fundos de investimento que colocavam em em risco o pagamento da aposentadoria dos servidores.

Lula Cabral foi preso no dia 19 de outubro de 2018 e liberado aproximadamente três meses depois. No entanto, foi mantido o afastamento dele da prefeitura. Enquanto o socialista esteve fora do cargo, o vice-prefeito, Keko do Armazém (PDT), administrou a cidade.

Com o retorno do socialista, todo o secretariado de Keko do Armazém colocou os cargos à disposição. No dia seguinte, os 610 cargos comissionados foram exonerados.


FECHAR