publicidade
21/10/19
Paulo Câmara e Bolsonaro (Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem)
Paulo Câmara e Bolsonaro (Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem)

A população de Pernambuco não se sente atendida por Bolsonaro, diz Paulo Câmara

21 / out
Publicado por Fillipe Vilar em Notícias às 9:08

Em entrevista publicada pela revista Época na manhã desta segunda-feira (21), o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) não era popular no estado. “A população não se sente atendida por ele”, afirmou o socialista.

Câmara também criticou a atuação do governo federal no controle do desastre do óleo no litoral nordestino. “té hoje não sabemos com certeza a origem e a extensão do problema. O governo federal demorou muito a agir. E estamos perdendo com isso”, disse Paulo.

O governador comentou o episódio do 13º do Bolsa Família, onde foi chamado de “espertalhão” por Bolsonaro. “O presidente precisa parar de picuinha e governar também para o Nordeste. O Nordeste é Brasil. Ele já atacou o Flávio Dino, governador do Maranhão, o Rui Costa, governador da Bahia, e o governador da Paraíba, João Azevedo. Já tinha me atacado indiretamente e a todos os governadores nordestinos nos chamando pejorativamente de “Paraíba”. Depois mentiu dizendo que se referia ao governador da Paraíba. Mas ele estava atacando os nordestinos ali”, afirmou.

Para Câmara, se as eleições fossem hoje, Bolsonaro perderia no Nordeste novamente. “Ele perdeu no Nordeste, e perderia hoje. Ele está impopular no Brasil todo, mas está especialmente no Nordeste”, avaliou. Paulo também afirmou que está aberto ao diálogo com o presidente. “Estou aqui sempre para falar com o presidente. Eu não olho partidos. Não votei nele, mas o povo que eu governo é o mesmo que ele governa. Ele tem que entender isso”, disse.

O chefe do executivo estadual disse que Pernambuco está melhor economicamente que o Brasil, mas que a situação não era boa. “Estamos um pouco melhor do que o Brasil como um todo, mas isso não significa muito porque o Brasil está quase no chão”, alegou.

Eleições de 2020

O governador afirmou o PSB e o PT tendem a manter a aliança estadual para as eleições municipais de 2020. “Ainda estamos fechando quem será o candidato e negociaremos as alianças no tempo certo. Será um prazer se o PT vier com o PSB novamente. Hoje, o PT está no meu governo e trazendo grandes contribuições”.

Foto: Divulgação

O socialista também comparou a figura de Lula com a do presidente Jair Bolsonaro no Nordeste. “Lula não perdeu em nada sua força em Pernambuco. A população sente que no governo dele a vida melhorou e, enquanto outro presidente não melhorar a vida do nordestino tanto quanto ele fez, ninguém vai superar isso. E o atual presidente, com esses gestos, está longe disso. Ele ignora o Nordeste”.


FECHAR