publicidade
09/08/19
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Vereador do município de Cedro é afastado do cargo após ação da PF

09 / ago
Publicado por Douglas Fernandes em Notícias às 7:41

A Polícia Federal prendeu, nessa quinta-feira (8), o vereador do município de Cedro, no Sertão de Pernambuco, Miguel Inocêncio Leite (PTB). A prisão fez parte da deflagração da Operação Octopus, que apura a prática de supostos crimes de frustração e fraude ao caráter competitivo da licitação, peculato e lavagem de dinheiro. O vereador foi afastado do cargo por 30 dias decisão da Justiça, mas foi liberado ainda nessa quinta (8) após ser interrogado e inidiciado pela PF.

Além do parlamentar, também foi preso uma pessoa que supostamente seria laranja, que também foi liberado depois do interrogatório e ser indiciado. Na ação, os agentes apreenderam um veículo, celulares, mídias e documentos na Câmara de Vereadores do município e na residências dos alvos. A operação é um desdobramento da Operação Chofer, realizada em maio desde ano, quando teve como alvo o prefeito de Cedro, Antônio Inocêncio Leite (PR). O gestor foi afastado do cargo por decisão do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5).

Foto: Divulgação/PF

Operação Chofer

No último dia 17 de maio, a PF cumpriu um mandado de busca e apreensão na casa do prefeito Antônio Leite. Na ação, que faz parte de uma operação contra supostos desvios de recursos públicos em contratos com a administração da cidade do sertão de Pernambuco, foram apreendidos R$ 45 mil em dinheiro, R$ 160 mil em cheques, uma caminhonete Toyota Hilux, além de uma pistola com registro vencido, munições e um celular.

Os agentes também cumpriram mandado de busca e apreensão na sede da prefeitura e nas empresas que também são alvos da investigação, onde foram apreendidos processos licitatórios e outros documentos que serão analisados pela operação chamada de “Chofer”. De acordo com as investigações da Polícia Federal, o prefeito utilizava um “laranja” para vencer processos de licitação ou dispensá-los indevidamente. Em depoimento na Delegacia de Polícia Federal em Salgueiro, o prefeito negou todas as acusações.

Octopus

O nome da Operação refere-se ao polvo que possui 8 braços, em alusão as ramificações, oriundos das investigações apuradas na Operação Chofer.

 


FECHAR