publicidade
03/08/19
Raul Henry foi entrevistado pelo cientista político Antônio Lavareda
Raul Henry foi entrevistado pelo cientista político Antônio Lavareda

Mais ricos devem participar do financiamento das universidades públicas, diz Henry

03 / ago
Publicado por Fillipe Vilar em Notícias às 19:45

Em entrevista ao programa 20 Minutos, da TV Jornal, o deputado federal Raul Henry (MDB-PE) defendeu que os mais ricos devem participar do financiamento das universidades públicas. “Mais de 60% dos alunos das instituições públicas estão entre os mais ricos, é um tabu que a sociedade deve enfrentar”, afirmou em entrevista ao cientista político Antonio Lavareda. Ele, no entanto, não explicou como seria feito esse financiamento.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, é contra a cobrança de mensalidades nas universidades federais, uma das formas de financiamento. “Apenas 10% dos alunos teriam condições de pagar”, disse o ministro em entrevista à Rádio Gaúcha.

O deputado foi questionado sobre o resultado da pesquisa CNI/Ibope divulgado no dia 27 de junho, que indica 42% de aprovação para a gestão educacional do governo Bolsonaro.

Respondeu criticando a atuação do governo federal na educação. “A atual gestão não teve até agora nenhuma agenda para a educação básica no Brasil”, afirmou. 

LEIA TAMBÉM
»‘Felipe Carreras se comportou com grande coragem’, diz Raul Henry
»Com FBC na chapa, Raul Henry será reconduzido no comando do MDB
»Presidente da OAB fala sobre pacote anticrime de Moro no 20 Minutos
»Gleide Ângelo abre 3ª temporada do 20 Minutos neste sábado

O emedebista fez críticas à proposta de criação de 108 novas escolas cívico-militares – com professores civis e gestão militar – pelo governo Bolsonaro. “O impacto (dessa medida) é praticamente nulo e política equivocada”, disse.

Apartheid

“Isso vai criar um apartheid de três partes no Brasil. A escola pública  vai ter um desempenho, a militar outro, e a particular outro”, ressaltou. , completando: “o ideal é igualdade de oportunidade para todos”. 

Para o deputado, o poder público deveria investir na carreira do professor. “Menos de 3% dos alunos de ensino médio quer seguir a carreira docente”. Em outro momento, o Raul Henry salientou o baixo salário dos professores: “Eles recebem, em média, 50% menos do que outras carreiras”.

O parlamentar também defendeu que a pesquisa universitária seja financiada de acordo com a demanda do mercado. “Aqui no Brasil as pesquisas são feitas por oferta, se alguém quiser verificar o ângulo do pouso da borboleta, ele pode fazer e aquilo não vai ter mais utilidade”, disse.

Sobre a conjuntura política, o emedebista avaliou como positiva o que chamou de nova configuração do Congresso Nacional. “Nós temos a bancada da oposição, a do governo, e uma terceira que vota nos projetos que julga serem positivos para o país”, explicou, justificando o voto da bancada do partido a favor da Reforma da Previdência.

Segundo Henry, o MDB pretende lançar mais candidatos a prefeito em 2020. “Vamos repetir a estratégia de 2016”, afirmou. Ainda, o partido quer renovar seus quadros. “Há uma percepção de que é preciso um reencontro com a sociedade brasileira”, disse. 

De acordo com o deputado, o partido quer se sobrepor aos escândalos e denúncias contra seus políticos. “Em novembro, existe a expectativa da renovação da direção nacional (do MDB)”, disse. 

Nas eleições municipais, o parlamentar não descarta a hipótese de ser candidato a prefeito do Recife, mas não deu certeza sobre a possibilidade. “As hipóteses estão na mesa, temos uma agenda intensa até lá e uma aliança com o PSB no Recife”, explicou. “Vamos ter uma discussão democrática dentro do partido e ver qual vai ser nosso caminho”, concluiu.


FECHAR