publicidade
04/07/19
Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Cai destaque para flexibilizar regras para policiais. Oposição tenta jogar policiais contra Bolsonaro

04 / jul
Publicado por jamildo em Notícias às 17:30

A oposição tentou usar um destaque dos deputados de situação, no sentido de assegurar pontos a favor das forças policiais, para tentar jogar o presidente Bolsonaro contra os seus eleitores na área de segurança pública. Por não ter conseguido manter vantagens, as corporações policiais estão chamando Bolsonaro de traidor. Bolsonaro tentou apelar ligando para deputados no dia anterior não teve êxito.

PT e PSOL exploraram por mais de uma discurso falando em ingratidão. Numa das ironias, de deputados do Podemos, da base aliada, deputados criticavam o presidente Bolsonaro com a frase Pede Para Sair, do filme tropa de elite. O governo revidou dizendo que o PT sempre desejou acabar com as PMs e atacou Moro nesta semana que passou, em discussão na Câmara dos Deputados.

Mesmo com o desconforto dos parlamentares, a emenda acabou sendo rejeitada.

Governo que negocia

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, comemorou a aprovação do texto principal da reforma da Previdência na comissão especial. Para ele, o governo dialogou com todos os parlamentares e disse que foi fechado um acordo de que todos iriam contribuir com a reforma e não haveria exceção para nenhuma categoria.

A expectativa, segundo ele, é aprovar, pelo menos, a proposta em primeiro turno já na próxima semana.

“A previdência prepara o Brasil para ao futuro. Essa potência fiscal, que esperamos confirmar no Plenário, vai mostrar que o Brasil tem solvência fiscal, e está resolvido o seu problema fiscal pela próxima década e talvez pelas próximas duas décadas”, disse Lorenzoni.

Em relação à demanda dos policiais militares e bombeiros, de terem as mesmas regras de aposentadoria que os militares das Forças Armadas, o ministro afirmou que essa discussão vai ser feita conjuntamente com o projeto que trata da aposentadoria das Forças Armadas.

No que se refere à idade de aposentadoria dos policiais federais, Lorenzoni afirmou que cabe à comissão debater a proposta, mas admitiu que as regras podem não ser alteradas e, portanto, a categoria vai poder se aposentar aos 55 anos. O acordo que estava sendo construído, de aposentadoria aos 52 anos para mulheres e 53 para homens, não foi fechado.

“Todas as categorias estão dando a sua contribuição, as mudanças sãs respeitosas para todas as categorias”, disse o ministro.

Também com informações da Agência Câmara


FECHAR