publicidade
20/06/19
Foto: reprodução/Youtube
Foto: reprodução/Youtube

Noiva de Meira, Taty Dantas está entre exonerados em Camaragibe

20 / jun
Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 19:09

Atualizado no dia 21 de junho com a nota da defesa do prefeito 

A cantora Taty Dantas está entre os secretários exonerados por Nadegi Queiroz (DC) ao assumir a Prefeitura de Camaragibe, nesta quinta-feira (20). Noiva do prefeito afastado, Demóstenes Meira (PTB), que foi preso, ela chefiava a pasta de Assistência Social, de onde protagonizou uma das maiores polêmicas da gestão do petebista.

Em fevereiro deste ano, circularam dois áudios de Meira em que ele cobrava a participação dos comissionados da prefeitura em um show de Taty Dantas

LEIA TAMBÉM
» Nadegi anuncia novos nomes no secretariado e fusão de pastas

A mensagem teria sido enviada em um grupo de WhatsApp chamado “Tropão”. “Quero convidar todos os cargos comissionados para agora, 12h, estar em frente ao trio onde vai cantar a minha noiva Taty Dantas. (…) Vou fazer um cordão de isolamento ao redor do trio só para os comissionados. Por favor, divulguem, multipliquem. A gente vai filmar e eu vou contar quantos cargos comissionados foram até o evento. Eu sei que tem gente que não gosta de Carnaval. Eu também não vivo Carnaval, mas minha noiva vai cantar, a minha futura esposa Taty Dantas, e eu quero a presença de todos os cargos comissionados. Vai lá para dar presença. Depois que ela cantar as músicas dela, tá (sic) todo mundo liberado”, diz um trecho do áudio.

Foto: Polícia Civil/Divulgação

A festa em que Taty Dantas cantou foi organizada pelo então secretário de Educação do município, Denivaldo Freire, outro aliado de Meira exonerado por Nadegi Queiroz.

Por causa dos áudios, Meira passou a ser investigado por improbidade administrativa pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

Foto: Jailton Júnior/TV Jornal

Meira já não tinha uma boa relação com a vice. Os dois romperam a relação política ainda no primeiro mês de gestão, quando o prefeito afastado a demitiu da secretaria de Saúde. “Eu tinha um gabinete (de vice-prefeita) que era uma ilha, eu não recebia nenhum tipo de informação”, disse Nadegi em entrevista coletiva após assumir o cargo.

O desembargador Mauro Alencar Barros, do Tribunal de Justiça do Estado (TJPE), determinou o afastamento de Meira por 180 dias. 

Procurada, a defesa de Demóstenes Meira afirmou, em nota assinada pelos advogados Ademar Rigueira e André Caúla, “que a decisão de afastamento do cargo e a prisão preventiva do prefeito de Camaragibe não cumpriram os requisitos legais, posto que nenhum motivo novo foi apresentado pela Polícia Civil ao Tribunal, senão aqueles que já haviam sido indeferidos pelo desembargador relator em março deste ano”.

Os defensores anunciaram também que entrarão com um Habeas Corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ) para libertar o prefeito afastado.


FECHAR