publicidade
21/05/19
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Líder da oposição na Alepe apoia aposentadoria especial para vigilantes

21 / maio
Publicado por Douglas Fernandes em Notícias às 10:20

Líder da oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), o deputado Marco Aurélio (PRTB) manifestou apoio a uma emenda aditiva ao texto da reforma da Previdência que garante aposentadoria especial para a categoria dos vigilantes. A posição veio após encontro com o representante dos vigilantes do Estado, Alessandro Vieira, nessa segunda-feira (20).

A emenda ainda deve ser encaminhada à Comissão Especial da reforma. A proposta é estabelecer idade mínima e tempo de contribuição para vigilantes distintos da regra geral assim como são as dos policiais, agentes penitenciários, socioeducativos e os guardas municipais. A pauta é antiga e foi matéria de uma proposta de emenda à Constituição (PEC) da ex-deputada federal Andreia Zito, que acabou desarquivada no Senado a pedido do senador Paulo Paim (PT-RS).

LEIA TAMBÉM
» ‘Não vamos entrar nessa aventura’, diz Ramos sobre capitalização
» Marcelo Ramos vê ausência de ‘espírito democrático’ de Bolsonaro
» Marinho defende inclusão de estados na reforma, mas pressiona governadores
» Reforma de professores e PMs deve ficar com os estados, diz Silvio Filho
» Rural, BPC e professores estão praticamente fora da reforma, diz Marcelo Ramos

“É importante que os vigilantes de Pernambuco, assim como de todo Brasil, tenham o mesmo tempo de serviço para se aposentar como outros que fazem parte da segurança pública. Não é justo que o mesmo serviço feito, com os mesmos riscos, com as mesmas condições sejam tratamentos diferentes”, argumentou Marco Aurélio.

O texto da emenda prevê que o profissional tenha direito à aposentadoria especial após trabalhar em uma empresa de segurança privada ao completar 55 anos, para homens, e 52 anos, para mulheres, com 30 anos de contribuição para os primeiros, e 25 para as vigilantes, além de 20 anos na atividade de vigilância.


FECHAR