publicidade
13/05/19
Foto: Edmar Melo/Acervo JC Imagem
Foto: Edmar Melo/Acervo JC Imagem

Ar condicionado nos ônibus do Recife. Substitutivo conjunto viabiliza implantação com prazo maior

13 / maio
Publicado por jamildo em Notícias às 11:45

O vereador Romero Jatobá (PROS) informou, nesta segunda-feira, que um grupo de cerca de 20 vereadores do Recife deve assinar nesta tarde na Câmara Municipal do Recife um substitutivo conjunto ao projeto de lei do vereador Alcides Teixeira Neto, do PRTB, que previa a implantação de ar condicionado nos ônibus do Recife em seis meses. O prazo será escalonado.

Nesta segunda, aliados de Alcides Teixeira Neto estavam espalhando nos bastidores a informação de que estaria havendo uma articulação para derrubarem o projeto dos ar-condicionado nos ônibus. “O vereador Carlos Gueiros, ligado ao setor de transporte público na RMR, apresentaria substitutivo ao projeto que obriga a instalação de ar condicionado nos ônibus prorrogando o prazo equipar os ônibus somente daqui a 3 anos”, informavam.

“O substitutivo a ser apresentado não é do vereador Carlos Gueiros. É um substitutivo conjunto de mais de 20 vereadores afim de tornar o projeto viável. O substitutivo em questão será para implantar o ar-condicionado nos ônibus sim. O projeto de lei apresentado inicialmente dava 6 meses pra colocar ar condicionado em todos os ônibus. Em seis meses, isto seria inexequível. Aí nós ajustamos o prazo com a perspectiva da execução sem interferir diretamente no custo, além de estabelecer um prazo que fosse exequível”, afirmou Romero Jatobá.

LEIA TAMBÉM
» Câmara do Recife faz segunda votação sobre ar-condicionado nos ônibus
» Sem quórum, votação sobre ar condicionado em ônibus é adiada
» Câmara do Recife já aprovou obrigação de ar-condicionado em ônibus, em 2005, mas João Paulo vetou
» Câmara do Recife vota PL sobre ar-condicionado em ônibus nesta terça
» Com parecer contrário, Câmara do Recife vai votar PL sobre ar condicionado em ônibus
» Ônibus com ar condicionado atenderão seis linhas
» Vereador diz que tentou pegar ônibus e não encontrou motorista nem fiscal: ‘bagunça’

“O projeto que prevê seis meses para a troca é inviável por vários motivos. Primeiro, o ar condicionado tem que vir de fábrica. Como nos temos 3 mil e 200 ônibus rodando, não haveria como trocar todos estes ônibus em seis meses. As fábricas pedem um prazo para entrega de até 180 dias. Além disto, haveria o próprio custo da substituição. Quem pagaria? Assim, o substitutivo conjunto dá adequabilidade, além de não estarmos legislando para cima do Grande Recife (metropoliatano, o que seria ilegal) e sim sobre o Recife”, explicou.

“O novo prazo de implantação será escalonado, sendo implantado no mínimo 10% por ano. Em sete anos, tem que trocar tudo. E qual a razão de ser sete anos? É a vida útil de um ônibus. A troca para os ônibus com ar-condicionado será feita progressivamente, com a renovação da frota”, disse.

Vereador Romero Jatobá (PROS) (Foto: Câmara do Recife)

O vereador Romero Jatobá informou ainda que a modificação será feita por meio de uma emenda de plenário, iniciativa que devolve o tema para discussões nas comissões internas. Ele disse que o tempo de discussão será usado para convencimento da maioria, além do próprio vereador Alcides Teixeira Neto.

Aprovado em primeira discussão na Câmara do Recife na última terça-feira (7), o projeto de lei que que prevê a obrigatoriedade da instalação de ar-condicionado nos ônibus que circulam na capital pernambucana vai à segunda votação nesta segunda-feira (13), às 15h.

A matéria está novamente na ordem do dia da Casa José Mariano após a votação ter sido adiada por falta de quórum na quarta-feira (8). Na ocasião, treze vereadores faltaram e 15 tiveram a ausência justificada.

Caso seja aprovado nesta segunda (13), o projeto vai à sanção do prefeito Geraldo Julio (PSB).

De autoria do vereador Alcides Teixeira Neto (PRTB), a proposta, apresentada em 2017, recebeu parecer contrário da Comissão de Legislação e Justiça da Casa, que acabou derrubado pelos parlamentares.

Autor do PL do ar-condicionado nos ônibus, o vereador Alcides Teixeira Neto (PRTB) (Foto: Câmara do Recife)

“Precisamos dar um fim nesse verdadeiro inferno que é andar de ônibus no Recife. Um quadro de descaso com trabalhadores e trabalhadoras, homens e mulheres, estudantes e o público em geral; incluindo-se nesse grupo os próprios operadores do sistema, que sofrem com o trânsito lento e caótico, além das temperaturas altíssimas em nossa região, beirando facilmente os 40 graus”, argumentou Alcides Neto, na semana passada.

“Desde a regulamentação e retirada do transporte alternativo desordenado, que operava no Recife, ficou firmado acordo em que os ônibus teriam como atrativo a climatização, o que aconteceu com algumas linhas. Porém, em dado momento, cessaram esse benefício”, disse também.


FECHAR