publicidade
15/03/19
Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem

Governo diz que ‘seguirá vigilante’ sobre investimento no Aeroporto do Recife

15 / mar
Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 14:35

Após a concessão do Aeroporto do Recife, o Governo de Pernambuco afirmou nesta sexta-feira (15), em nota, que “seguirá vigilante no cumprimento da programação de investimentos no terminal”. O Bloco Nordeste, composto pelo equipamento do Recife e mais cinco da região, foi arrematado pela Aena Desarollo Internacional SME S.A., por R$ 1,9 bilhão à vista. O ágio foi de 1.010% sobre o preço inicial.

Na nota, o Governo de Pernambuco afirmou que espera “que a liderança regional do nosso aeroporto seja mantida e ampliada e os usuários contem com um serviço de qualidade”.

Nos últimos dias antes do leilão, nem o Palácio do Campo das Princesas nem o governador Paulo Câmara (PSB) comentaram a privatização do aeroporto. O JC procurou o secretário estadual de Turismo, Rodrigo Novaes, que também não se posicionou sobre o assunto.

LEIA TAMBÉM
» Grupo espanhol Aena paga R$ 1,9 bilhão pelo Aeroporto do Recife
» Vencedora do leilão do Aeroporto do Recife é a maior operadora do mundo
» Suíços e espanhóis disputam as melhores propostas em leilão do aeroporto do Recife
» Leilão de aeroportos, incluindo o de Recife, testa novo modelo em blocos
» TRF5 confirma decisão que mantém leilão do Aeroporto do Recife
» Bancada recebe promessa de ampliação do Aeroporto do Recife, mas sem 2ª pista

A concessão foi a leilão na B3, bolsa de valores oficial do Brasil, com o valor mínimo de R$ 171 milhões e recebeu propostas iniciais a partir R$ 351 milhões das mãos de seis grupos. Além da Aena, pleitearam pela licitação a Companhia de Participações em Concessões (CPC), a Consórcio Região Nordeste, a Fraport Brasil Holding, a Vanci Airports SAS e a Zurich Airport Latin America LTDA.

Além do valor da outorga, a licitação prevê o pagamento de uma variável ao longo da concessão de 30 anos. A partir do sexto ano, a concessionária deverá pagar um percentual crescente que chegará a 8,2% da receita bruta anual.

O Bloco ainda receberá R$ 2,1 bilhões em investimentos, sendo o maior aporte destinado ao aeroporto do Recife (R$ 865,2 milhões).

Os outros aeroportos que integram o pacote do Nordeste têm respectivamente os seguintes investimentos: Maceió (R$ 411,8 milhões), João Pessoa (R$ 271,4 milhões), Aracaju (R$ 255,1 milhões), Juazeiro do Norte (193,5 milhões) e Campina Grande (R$ 155,7 milhões).


FECHAR