publicidade
06/03/19
Foto: Alexandre Lopes/JC
Foto: Alexandre Lopes/JC

Em fevereiro, Camaragibe entrou na lista das cidades com mais tiroteios

06 / mar
Publicado por jamildo em Notícias às 15:21

Do site Fogo Cruzado

No mês de fevereiro de 2019, o Laboratório de dados sobre violência armada Fogo Cruzado mapeou 117 tiroteios/disparos de arma de fogo na região metropolitana do Recife.

Durante o mês, a cidade de Camaragibe entrou para o ranking das sete cidades com maior número de ocorrências (12 tiros), ficando atrás de Recife (46) e Jaboatão dos Guararapes (17) respectivamente. A cidade nunca tinha figurado entre os 5 mais.

Confira alguns destaques das estatísticas de fevereiro:

Houve 117 notificações de disparos de arma de fogo na Região Metropolitana do Recife. O maior número de notificações se concentrou em Recife (46), Jaboatão dos Guararapes (17), Camaragibe (12), Abreu e Lima (6) e Igarassu (6). Durante este mês, 85 pessoas morreram e 36 foram feridas..

Os bairros que mais concentraram notificações de disparos de arma de fogo foram os de Desterro – Abreu e Lima (3), Centro – Igarassu (3), Barro – Recife (3), Piedade – Jaboatão dos Guararapes (3), Jordão – Recife (3), Santo Aleixo – Jaboatão dos Guararapes (3) e Santo Amaro – Recife (3).

Das 117 notificações de tiroteios/disparos na Região Metropolitana do Recife, 69% resultaram em vítimas fatais, 27% em pessoas feridas e somente em 6% das notificações não houve vítimas.

Houve 10 notificações nas quais as vítimas foram feridas por disparos de arma de fogo dentro de suas residências. Os casos ocorreram no Recife (3), Igarassu (2), Abreu e Lima (1), Goiana (1), Jaboatão dos Guararapes (1), Moreno (1) e Paulista (1).

Houve 3 notificações de múltiplos homicídios na Região Metropolitana do Recife, localizadas em Recife (1), Ipojuca (1) e Paulista (1).

Houve ao menos 85 vítimas fatais atingidas por arma de fogo na Região Metropolitana do Recife. Das vítimas, 98% eram homens e 2% eram mulheres.

Ao menos 36 pessoas foram baleadas na Região Metropolitana do Recife. Das vítimas, 89% eram homens e 11% eram mulheres.


FECHAR