publicidade
01/03/19
Foto: Divulgação/PM-MG
Foto: Divulgação/PM-MG

A pedido da OAB, desembargador suspende investigação sobre Adélio

01 / mar
Publicado por Douglas Fernandes em Notícias às 14:42

A investigação da Polícia Federal que apura se houve mandantes ou patrocinadores no atentado cometido por Adélio Bispo Oliveira ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) foi suspensa nesta quinta-feira (28), informa a revista Crusoé. A suspensão – determinada pelo desembargador Neviton Guedes, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região – atende a um mandado de segurança feito pela ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em conjunto coma a seccional de Minas gerais da entidade. 

No pedido de mandado de segurança, a OAB questiona as buscas realizadas no escritório do advogado responsável por coordenar a defesa de Adélio, Zanone Manuel de Oliveira, além da quebra do sigilo bancário e telefônico de Zanone. Até hoje o advogado não revelou quem pagou os custos da defesa do autor do atentado. A investigação é a última linha de apuração da PF sobre o atentado.

Na decisão, o desembargador suspendeu a autorização das buscas no escritório e no celular do defensor de Adélio além da realização de perícias nos materiais apreendidos e que envolvam o sigilo profissional do advogado de Adélio.


FECHAR