publicidade
12/01/19
Foto: Ivaldo Regis/Divulgação
Foto: Ivaldo Regis/Divulgação

Paulo Câmara vai receber Rodrigo Maia ao lado da bancada federal do Estado

12 / jan
Publicado por jamildo em Notícias às 11:35

No próximo dia 17, o governador Paulo Câmara recebe Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados e candidato à reeleição, com os deputados federais de Pernambuco.

Na semana passada, o governador Paulo Câmara, um dos líderes nacionais do PSB, reuniu-se, no Palácio do Campo das Princesas, com a bancada federal do PSB de Pernambuco, para discutir o destino do apoio do partido na eleição da Câmara dos Deputados, para o próximo biênio. No encontro, Paulo Câmara defendeu que o PSB rume ao lado do democrata e atual presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia.

Depois, em nota oficial, reiterou que a decisão soberana seria da bancada do partido na Câmara dos Deputados. O gesto ficou e pode ser ampliado.

“A decisão sobre a eleição para presidência da Câmara está sendo deliberada entre a Presidência do partido e a bancada federal. Não há qualquer decisão tomada ainda”, afirmou o governador do PSB, por meio de breve nota.

Nesta semana que passou o PSL de Jair Bolsonaro já havia anunciado a intenção de ajudar a reeleger Maia, balançando parte da oposição, que havia se comprometido a votar no democrata também. Com a manobra, o PSL obteve um aliado para as reformas e garantiu espaços na mesa diretora, além de indicações para comissões.

Antes do acordo com o PSL, Rodrigo Maia havia prometido ao bloco do PSB, PDT e PC do B espaço na mesa e composições nas comissões, além de garantia de a oposição poder atuar sem embaraços.

Depois do acordo de Maia com o PSL, a bancada do PSB sentiu-se traída com a aproximação com o partido de Bolsonaro, mas depois rendeu-se ao pragmatismo.

Nesta quinta-feira, em Brasília, o líder do PSB Tadeu Alencar promove uma nova reunião com a bancada federal do partido para discutir o assunto. O PC do B faz o mesmo na sexta e o PDT, no final de semana.

Tadeu Alencar também é entusiasta do nome de Rodrigo Maia.

De acordo com informações de bastidores, o deputado federal Arthur Lyra, do PP e que já coordenou o Centrão, será candidato contra Maia e deve formar um bloco de oposição. O PT pode apoia-lo, para não estar ao lado do PSL, mas corre o risco de ficar sem espaço para atuar, especialmente se mantiver o apoio declarado a Marcelo Freixo, do PSOL do Rio de Janeiro.

Arthur Lyra também ofereceu o mesmo espaço ao bloco do PSB, PDT e PC do B, para manter a viabilidade na disputa e eventualmente superar Maia, justamente com os votos do PT.


FECHAR