publicidade
07/10/18
Foto: Andréa Rêgo Barros/Divulgação
Foto: Andréa Rêgo Barros/Divulgação

No mesmo palanque, Humberto e Jarbas são eleitos para o Senado

07 / out
Publicado por Amanda Miranda em Eleições 2018 às 21:27

A Frente Popular de Pernambuco conseguiu eleger os dois candidatos ao Senado Federal da chapa majoritária encabeçada pelo governador Paulo Câmara (PSB). Adversários políticos históricos, o senador Humberto Costa (PT) e o deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB) conseguiram ser eleitos com 25,66% e 21,46% dos votos, respectivamente, no momento em que 98,29% das urnas haviam sido apuradas, e representarão Pernambuco por oito anos no Senado da República.

A campanha entre os postulantes ao Senado da República foi marcada pela veiculação de ‘fake news’, disputas judiciais e do acirramento entre os principais candidatos a senador. Em muitos momentos ‘mais animada’ do que a corrida pelo governo de Pernambuco, o processo eleitoral contou com trocas entre os primeiros colocados nas pesquisas de intenção de voto na reta final da campanha, o que acirrou ainda mais os ânimos dos candidatos.

O senador Humberto Costa (PT), por sua vez, renovou seu mandato por mais oito anos recebendo 25,66% dos votos no momento em que 98,29% das urnas haviam sido apuradas depois de levar o PT para o palanque de Paulo Câmara (PSB). Humberto fez valer o título de ‘senador de Lula’ desbancando postulantes, como Silvio Costa (Avante), que também lutava pelo apadrinhado do ex-presidente.

O deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB) – que já ocupou o posto de senador de 2006 a 2014 – recebeu 21,46% votos, que 98,29% das urnas haviam sido apuradas, apesar das críticas de ser incoerente por disputar uma eleição ao lado de um antigo adversário político e por estar no mesmo palanque do PT. O emedebista superou a ‘rixa antiga’ e fez valer a disputa por manter o MDB na Frente Popular de Pernambuco.

Apesar da eleição para o Senado em 2018 contemplar duas vagas, a disputa foi bastante acirrada quando comparada com a corrida eleitoral de 2014, na qual apenas uma cadeira estava em jogo. O pleito deste ano contou com políticos de peso da política pernambucana. O confronto, inclusive, colocou em lados opostos ex-aliados e juntou adversários históricos. Pelo lado governista, Jarbas Vasconcelos (MDB) era tido como o principal candidato e disputou uma das vagas com Mendonça Filho (DEM) que foi seu vice-governador e se candidatou pela frente de oposição.

Durante o período de campanha, Jarbas e Humberto subiram no mesmo palanque, trocaram afagos e pediram voto um para o outro – coisa que até pouco tempo era inimaginável para qualquer pessoa que acompanha a política pernambucana visto que os dois eram adversários históricos na política.

“Quero pedir voto para o meu companheiro de chapa. Humberto, já tivemos divergências. Já tivemos em lados opostos. Mas nunca deixamos de respeitar um ao outro. De respeitar o valor, a decência, as ações”, disse Jarbas em um ato ao lado do petista em agosto.

“Estou aqui do lado do ex-senador e ex-governador Jarbas Vasconcelos. Estamos juntos por Pernambuco, pela Frente Popular, por Paulo, pelo Brasil”, afirmou Humberto durante a convenção da Frente Popular.


FECHAR