publicidade
01/10/18
Foto: Chico Bezerra/Acervo JC Imagem
Foto: Chico Bezerra/Acervo JC Imagem

Felipe Carreras volta a questionar modelo de privatização do aeroporto do Recife

01 / out
Publicado por jamildo em Notícias às 13:00

O deputado federal Felipe Carreras disse, nesta segunda, que segue acompanhando de perto o processo de privatização do Aeroporto Internacional dos Guararapes, mesmo com a campanha eleitoral em curso.

No último dia 21 de setembro, o Tribunal de Contas da União (TCU) apresentou a Análise de 1º estágio da 5ª rodada de concessões dos aeroportos. No documento, o TCU deixa claro que “O Aeroporto de Recife possui uma lista extensa de não conformidades operacionais. Esses problemas são relevantes, pois afetam a segurança operacional do aeroporto”, indicou.

Segundo Felipe Carreras, esta é mais uma demonstração que o equipamento está abandonado pela Infraero e privatizá-lo junto com outros cinco terminais deficitários ou que possuem baixíssima margem de lucro, vai prejudicar ainda mais a situação do aeroporto recifense.

“No documento apresentado pelo TCU, fica claro que precisamos de investimentos robustos no nosso aeroporto. Não podemos permitir que todo o recurso que a empresa privada dispõe para investimento seja dividido com mais cinco equipamentos, como está previsto no modelo de privatização do presidente Temer. Vamos perder a liderança do Nordeste e corremos um sério risco de ver o Aeroporto do Recife entrar em declínio, prejudicando toda a cadeia do turismo e a todos que utilizam o terminal”, afirmou.

Segundo o documento do TCU, a previsão é que sejam investidos R$ 453 milhões no terminal pernambucano.

Na avaliação do deputado, é um valor irrisório se comparado ao de Salvador, que vai receber R$ 2,8 bilhões.

”Fica muito claro que estão querendo transformar a privatização em algo político. A vontade é tanta que querem diminuir o prazo de 100 dias entre a publicação do edital e o dia do leilão, prazo este respeitado em todas as privatizações até o momento. Por que querem correr se dizem estar completamente certos? A diretoria do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) quer atropelar os prazos para concluir o processo em meio a uma eleição. Querem resolver tudo enquanto o foco não está neles. Mas estamos atentos, pois não podemos permitir que isso aconteça”, disse Felipe Carreras.

“Sou o único parlamentar pernambucano a defender o Aeroporto do Recife e ganher um aliado nos últimos dias. Isso porque o governo do Espírito Santo entrou com uma representação com requerimento de medida cautelar solicitando a suspensão do processo de licitação do Bloco Sudeste, com Vitória e Macaé, e o cancelamento do edital da Anac relacionado à concessão dos dois terminais”.

“O governo do Espírito Santo viu o que nós estamos afirmando desde abril. Vão utilizar os aeroportos que dão lucro, como Recife e Vitória, para pagar as contas dos outros. Estão utilizando nossos terminais como experiência de um processo novo e cheio de brechas, de problemas. Vamos continuar lutando para que todos sejam privatizados individualmente”, finalizou Felipe Carreras.

Segundo o parlamentar, o processo de privatização dos aeroportos em forma de lotes está incluído na pauta da sessão Extraordinária de Plenário do TCU, prevista para a próxima terça-feira (02), às 10h.


FECHAR