publicidade
21/09/18
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem

Rede decide nesta sexta se abre processo contra Julio Lossio

21 / set
Publicado por Douglas Fernandes em Eleições 2018 às 16:26

A Executiva Nacional da Rede Sustentabilidade decide nesta sexta-feira (21), na sede do partido em Brasília, se abre um processo contra o ex-prefeito de Petrolina Julio Lossio, candidato ao governo pela sigla, por infidelidade partidária. O processo pode acabar com a expulsão do filiado dos seus quadros após o político ter aberto o seu palanque para o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ), presidenciável que concorre com a candidata a presidente da sua legenda, a ex-senadora Marina Silva.

A reunião da Executiva estava marcada para essa quinta-feira (20), mas a defesa do ex-prefeito pediu mais um dia para apresentar a sua defesa. Em campanha em Petrolina, Julio Lossio vai ser representado por seus advogados. Segundo a assessoria do candidato, a peça da defesa reafirma o compromisso em apoiar a candidatura de Marina Silva e o apoio de vários dirigentes a Lossio.

LEIA TAMBÉM
» Lossio diz que reação da Rede a apoio de Meira atrapalha Marina
» Rede Sustentabilidade acusa Lossio de infidelidade e pode expulsá-lo
» ‘Eu estava em uma campanha isolada (na Rede)’, diz Lossio ao receber apoio de aliados de Bolsonaro
» Bolsonaro ganha espaço em palanque de Marina em Pernambuco
» Lossio promete pagar gás de cozinha como item da cesta básica para famílias humildes
» Protesto de Lossio para participar de debate termina em tumulto
» ‘A direita estava órfã’, diz coronel Meira sobre apoio a Julio Lossio

No ato na cidade que governou por oito anos, o ex-prefeito estará acompanhado do coronel Luiz Meira (PRP), candidato a deputado federal, e do empresário Gilson Neto (PSL), além da sua esposa, Andreia Lossio, postulante a uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado (Alepe). Foi o anúncio do apoio do coronel e do empresário à sua candidatura ao Palácio do Campo das Princesas, que são aliados de Jair Bolsonaro, que culminou na reação da Executiva Nacional da Rede.

“Eu nunca vi ninguém se negar a receber apoio. No Rio (de Janeiro), (o deputado federal e candidato ao Senado) Miro Texeira, que é estrela da Rede, apoia (o senador) Romário (Podemos), que tem ligação também com a campanha de Bolsonaro. No Acre, nossa estrela (o senador) Randolphe Rodrigues tem o Democratas no governo. Só eu que não posso receber apoio. Então, vamos para a briga, todo apoio é bem-vindo e será bem-vindo. Meu avô dizia que a gente escolhe água para beber, não escolhe água para encher açude não”, disse Lossio.

Companheira de chapa de Lossio a advogada e professora de Direito Adriana Rocha, candidato ao Senado, saiu em defesa da manutenção da candidatura do ex-prefeito e reforçou o apoio a Marina Silva. A conselheira federal da OAB também se posicionou radicalmente contra a candidatura de Jair Bolsonaro, rechaçando qualquer eventual aproximação com apoiadores do postulante.

“Minha candidata à Presidência da República é a Marina Silva. (…) Em momento algum fui consultada e não houve nenhum tipo de aproximação minha com os apoiadores do presidenciável em questão. Quero que fique claro que minha candidatura é majoritária e não tenho qualquer relação com essa questão”, assegurou Adriana Rocha em nota à imprensa.

Para Adriana Rocha, mesmo havendo um desconforto entre lideranças da Rede em Pernambuco, a posição do candidato ao Governo é importante para que os fatos possam ser esclarecidos em um processo que garanta a ampla defesa.

“Sempre lutei pela igualdade, pela democracia, pela diversidade; e cumprindo o que proclama a nossa Constituição. Jamais permitiria qualquer aproximação ideológica com candidaturas que não estivessem absolutamente alinhadas com minhas defesas e minha luta por uma cultura de paz e de tolerância”, completou.


FECHAR