publicidade
14/09/18
Foto: Hélia Scheppa/PSB
Foto: Hélia Scheppa/PSB

Vamos lembrar a todo mundo que Haddad é o candidato de Lula, diz Paulo

14 / set
Publicado por Douglas Fernandes em Eleições 2018 às 9:15

Em ato nessa quinta-feira (13) no Recife, o governador Paulo Câmara (PSB) garantiu empenho para garantir uma vitória expressiva para o candidato do PT à Presidência da República, o ex-prefeito Fernando Haddad, em Pernambuco. Para isso, o socialista vai reforçar a estratégia de colar a imagem do petista ao do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no mantra: “Lula é Haddad, Haddad é Lula”, que já é amplamente utilizado na campanha do PT.

“Vamos ocupar as ruas, conversar com as pessoas e lembrar a todo mundo que Haddad é o candidato de Lula, que é o candidato que representa as bandeiras que defendemos”, afirmou o socialista, que estava acompanhado do seu companheiro de chapa o senador Humberto Costa (PT), além do prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB).

LEIA TAMBÉM
» Rede diz que foi ‘erro técnico’ divulgação de carreata pró-Bolsonaro
» Em agosto, Pernambuco teve o menor número de homicídios desde 2015
» Armando diz que Pernambuco tem ‘ambiente hostil’ para empresas
» Marina diz que facada foi desconstrução de discurso de Bolsonaro

O evento foi promovido pelo presidente da Assembleia Legislativa do Estado (Alepe), Eriberto Medeiros (PP), que foi protagonista da articulação do Palácio para garantir a eleição do vice-governador Raul Henry (MDB) e do ex-prefeito Renildo Calheiros (PCdoB) para a Câmara dos Deputados. Eriberto abriu mão de concorrer a deputado federal para disputar a reeleição na Alepe, deixando as suas bases eleitorais para Raul e Renildo, que estavam ameaçados de não se elegerem.

“Faltam menos 25 dias para, com a ajuda de vocês, confirmamos que o nosso Estado seguirá na frente, com cada vez mais realizações para os pernambucanos. O nosso lado é o do povo. Bem diferente da turma do Temer”, afirmou o governador, mais uma vez utilizando a expressão que virou alvo da Justiça Eleitoral, que o impediu de utilizá-la na propaganda contra o senador Armando Monteiro Neto (PTB).

Nas eleições de 2014, a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) ficou em segundo lugar em Pernambuco, atrás da ex-senadora Marina Silva (Rede), que assumiu a candidatura ao Planalto após a morte do ex-governador Eduardo Campos. Na última pesquisa Ibope/JC/TV Globo no Estado, Marina, com 15%, e o ex-governador Ciro Gomes (PDT), com 13%, e o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ), com 12%, aparecem tecnicamente empatados na liderança entre os pernambucanos. Isso porque a margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Já Fernando Haddad marcou 10%, empatado tecnicamente com Bolsonaro. A pesquisa do Ibope foi realizada antes da oficialização do petista como candidato, o que já mostra a tendência de crescimento com a transferência de votos do ex-presidente Lula. Em Pernambuco, Lula chegou a liderar com 60% das intenções de voto.

“Vou trabalhar para ajudar Fernando Haddad, em Brasília, e Paulo, em Pernambuco. Juntos, vamos continuar os projetos que estão dando certo e vamos fazer ainda mais”, afirmou Humberto Costa.

O apelo pelo voto “casado” em Haddad e Paulo foi reforçada por Geraldo Julio. “Para que o governador Paulo Câmara possa receber todo o apoio durante os próximos quatro anos, é preciso termos esse alinhamento. Vamos votar fechados”, afirmou o prefeito.

Em seu discurso, Eriberto Medeiros ressaltou os últimos números da violência divulgados pela Secretaria de Defesa Social. “Um homem que segurou as contas do governo, que conquistou a melhor educação do Brasil para o Estado e que reduz a violência mês a mês. Por isso, esse é o nosso time, é o time de Paulo. Preciso dele para me ajudar a trabalhar pelo meu povo”, afirmou.


FECHAR