publicidade
30/08/18
Foto: Ricardo Labastier/ Divulgação
Ass: Candidato ao governo do estado de Pernambuco, Armando Monteiro, no bairro da Mustardinha, em Recife.

Data: 25/08/2018
Foto: Ricardo Labastier/ Divulgação Ass: Candidato ao governo do estado de Pernambuco, Armando Monteiro, no bairro da Mustardinha, em Recife. Data: 25/08/2018

Depois de Paulo Câmara, Armando Monteiro também promete criar 13º salário para Bolsa Família

30 / ago
Publicado por jamildo em Notícias às 12:15

Na terça-feira, no debate entre os candidatos na Rádio Jornal, o governador Paulo Câmara aproveitou os momentos finais de sua participação para anunciar que iria criar um 13º salário para os beneficiários do Bolsa Família.

Pois bem.

Nesta quinta-feira, Armando Monteiro, candidato da coligação ‘Pernambuco Vai Mudar’, anunciou a mesma medida, em meio a um conjunto de propostas que pretende adotar no governo a partir de janeiro, a exemplo do pagamento do 13º para os beneficiários do Bolsa Família.

“O nosso governo vai estabelecer um conjunto de ações sociais para proteger as camadas mais vulneráveis da população. A primeira delas será o pagamento do 13º para os inscritos no Bolsa Família, beneficiando mais de 1,15 milhão de pernambucanas e pernambucanos. A segunda é ampliar o programa Chapéu de Palha, que teve seu orçamento e o número de beneficiários reduzido nos últimos anos”, prometeu Armando Monteiro Neto, entre outras ações.

O Bolsa Família é um programa federal voltado para as famílias em pobreza extrema. O benefício dessas famílias varia de R$ 89 a R$ 254.

Pela proposta de Paulo Câmara, todas as pessoas cadastradas no Bolsa Família em Pernambuco vão receber um “13°” de R$ 150 no final do ano.

Como são cerca de 1,1 milhão de pessoas que recebem o Bolsa Família e que farão jus ao novo beneficio, serão R$ 175 milhões a mais na economia do Estado.

LEIA TAMBÉM
» Paulo e Armando buscam polarização no debate da Rádio Jornal
» Armando e Paulo empurram Temer um para o outro, em debate
» Oposição se une para reforçar discurso de Temer contra Paulo
» Paulo Câmara precisa de alguém para bater, diz Temer
» Paulo nega que tenha apoiado Temer e fala em ‘discriminação’

Em comunicado nesta quinta-feira, o petebista também comentou a polêmica gerada a partir da entrevista de Temer no programa Passando a Limpo, da Rádio Jornal.

“A entrevista de Michel Temer confirmou aquilo que as pessoas já sabiam, que Paulo Câmara é Temer desde sempre e que Temer sempre foi Paulo”, afirma Armando, referindo-se à entrevista em que o presidente da República revela o papel que o governador Paulo Câmara desempenhou contra Lula no impeachment de Dilma.

“Agora é retomar o debate que realmente importa ao povo, é agir para recuperar o protagonismo que Pernambuco perdeu entre os Estados do Nordeste e resolver os problemas que se agravaram em áreas como as de segurança e da saúde”, acrescenta. “A má gestão do governo estadual deixou milhares de famílias em situação de extrema pobreza. É para elas que precisamos voltar o olhar e todo o nosso trabalho”.

» Em debate, adversários fazem cobranças e críticas a Paulo Câmara
» Candidatos debatem saúde, autonomia de Suape, feminicídio e BR-232
» Isso não surpreende ninguém, diz Armando sobre Temer e Paulo
» Armando compara Paulo a Eduardo Campos para criticar adversário
» Paulo Câmara usa autonomia de Suape para criticar Armando Monteiro como ministro de Dilma

 


FECHAR