publicidade
23/08/18
Foto: Ciete Silverio/Divulgação
Foto: Ciete Silverio/Divulgação

Em PE, Alckmin usa chapéu de vaqueiro e promete revitalizar São Francisco

23 / ago
Publicado por Amanda Miranda em Eleições 2018 às 20:34

Em sua primeira visita a Pernambuco durante o período oficial de campanha, nesta sexta-feira (23), o presidenciável do PSDB, Geraldo Alckmin, ex-governador de São Paulo, usou o chapéu de vaqueiro para se aproximar do Nordeste, região onde o ex-presidente Lula (PT) é o favorito nas pesquisas de intenção de voto. Em Petrolina, no Sertão, por onde passa o rio São Francisco, prometeu fazer um “grande programa” para recuperar a bacia.

“Primeiro com a salvação do São Francisco, um grande projeto para recuperar nascentes, matas ciliares, tratar esgotos, em 115 municípios, e o desassoreamento. Ampliar os canais (da transposição) e as adutoras e complementar as obras para ter mais área irrigada”, afirmou Alckmin.

LEIA TAMBÉM
» Alckmin promete fazer obras complementares à transposição
» Boulos diz que vetaria aumento do STF: ‘seria a canetada mais gostosa’
» ‘Me disseram que falar dele dá azar’, diz Boulos sobre Bolsonaro
» Marina sobre ONU e Lula: parte do mundo não sabe o que está acontecendo
» Sobre Bolsonaro, Marina diz que ‘existem muitos retrocessos no Brasil’

Petrolina, a cidade visitada pelo tucano, é base eleitoral do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) e tem como prefeito o filho dele Miguel Coelho (PSB). Os outros dois filhos dele, Fernando Filho, ex-ministro de Minas e Energia, e Antônio Coelho, estreante nas urnas, são candidatos a deputado federal e estadual, respectivamente, ambos pelo DEM.

O palanque dos Coelho tem como candidato a governador o senador Armando Monteiro Neto (PTB), que declarou votar no ex-presidente Lula (PT), que o apoiou na última eleição e não foi a Petrolina. O petebista chegou a visitar o petista na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR), onde está preso desde 7 de abril.

O apoio quase provocou o rompimento do PSDB com Armando Monteiro. O presidente estadual do partido, deputado federal Bruno Araújo, ameaçou deixar a coligação a duas semanas do fim do prazo para as convenções, lançando sua candidatura ao governo para assegurar um palanque para Alckmin no Estado. O petebista, então, sinalizou para o ex-governador de São Paulo e manteve o aliado.

Outros candidatos

Essa semana, outros três candidatos à presidência da República, além de Alckmin, passaram pelo Recife: Guilherme Boulos (PSOL), José Maria Eymael (DC) e Marina Silva (Rede). Fernando Haddad, hoje vice na chapa de Lula mas seu substituto caso seja enquadrado na Lei da Ficha Limpa e impedido de disputar, e Ciro Gomes (PDT), são esperados para a próxima semana.

Assista à entrevista com Boulos no Resenha Política:


FECHAR