publicidade
21/08/18
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem

Marina sobre ONU e Lula: parte do mundo não sabe o que está acontecendo

21 / ago
Publicado por Amanda Miranda em Eleições 2018 às 18:25

A ex-senadora Marina Silva (Rede), candidata à presidência, afirmou nesta terça-feira (21) que o processo que condenou o ex-presidente Lula (PT) na Operação Lava Jato respeitou o amplo direito de defesa. “Nosso País vive um processo difícil, traumático. Boa parte do mundo não sabe exatamente o que está acontecendo aqui, com os graves problemas de corrupção que a Lava Jato revelou e está punindo”, afirmou, ao ser questionada sobre a recomendação do Comitê de Direitos Humanos da ONU.

O órgão das Nações Unidas, acatando um pedido liminar feito pelo defensor do petista na corte, Geoffrey Robertson, afirmou que devem ser tomadas as medidas para que o Brasil “possa desfrutar e exercer seus direitos políticos, enquanto esteja na prisão, como candidato para as eleições presidenciais”.

LEIA TAMBÉM
» Sem Lula, Marina lidera em Pernambuco, aponta Ibope JC/TV Globo
» Sobre Bolsonaro, Marina diz que ‘existem muitos retrocessos no Brasil’
» Comitê da ONU pede que Brasil garanta candidatura de Lula à Presidência
» Recomendação da ONU tem que ser cumprida, diz advogado de Lula

“O Brasil está agindo de acordo com o seu ordenamento jurídico, em respeito à sua Constituição”, afirmou Marina Silva.

Marina Silva cumpriu nesta terça-feira (21) sua primeira agenda de campanha em Pernambuco, estado onde foi a mais votada em 2014, com 48,05% dos votos válidos. A presidenciável participou de um encontro com organizações ‘apadrinhadas’ pelo Porto Social, no prédio da instituição, no bairro da Ilha do Leite, no Recife.

Em cenário sem Lula, Marina lidera as intenções de voto em Pernambuco com 16%, seguida do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ), com 12%, revelou a pesquisa Ibope JC/TV Globo. Como a margem de erro do levantamento é de três percentuais, os dois estão tecnicamente empatados.


FECHAR