publicidade
10/08/18
Fotos: Leo Caldas/Divulgação
Fotos: Leo Caldas/Divulgação

Paulo fez um péssimo governo, diz socialista que apoiará Armando

10 / ago
Publicado por Douglas Fernandes em Eleições 2018 às 13:32

O senador e pré-candidato ao governo de Pernambuco Armando Monteiro Neto (PTB) vem reforçando o seu palanque com apoios de lideranças de partidos da Frente Popular, liderada pelo governador Paulo Câmara (PSB). Do partido do governador, vem mais um político que vai pedir votos para Armando. Desta vez, o vice-prefeito de Tamandaré, Raimundo Nonato (PSB), conhecido como Mundinho, declarou o seu apoio após encontro com o senador petebista.

“Apesar de ser do PSB, não enxergo mais viabilidade nessa gestão. Paulo Câmara fez um péssimo governo e queremos mudança”, disparou Nonato, que foi acompanhado pelo pré-candidato a deputado estadual Romero Sales Filho (PTB). “Estamos sentindo que lideranças de diferentes partidos convergem para esse projeto de mudança. Isso reflete um clima claramente em favor da mudança”, comemorou Armando.

LEIA TAMBÉM
» Em ofício, Paulo cobra Temer por ‘extrema injustiça’ na transposição
» Depois de perder o PDT, Paulo Câmara investe no Agreste
» ‘Unimos as esquerdas de Pernambuco’, diz Paulo Câmara
» No Senado, Humberto chama Mendonça de xeleléu de Temer e diz que não o perdoa por denuncia em 2006
» Mendonça diz que Humberto está desesperado para escapar da Lava Jato

Além do vice-prefeito socialista, Armando Monteiro conquistou o apoio do vice-presidente estadual do PR, o ex-deputado estadual José Marcos Lima. O partido integra a Frente Popular. O ex-deputado será o coordenador da campanha da coligação Pernambuco Vai Mudar no Sertão do Pajeú. “O PR tem um compromisso com Paulo Câmara, mas eu tenho esse compromisso com Armando porque ele foi meu senador. Está na hora de Armando”, afirmou o Marcos Lima.

Do PR, também vem outro novo aliado do senador. O ex-prefeito de Salgadinho, no Agreste, Adenílson Pereira já mostrou que está com o discurso alinhado para fazer críticas a segurança pública no Estado. “Pernambuco precisa ter um governador com pulso firme e esse nome é Armando”, disparou Pereira.


FECHAR