publicidade
10/08/18
Foto: Kelly Fuzaro/Band
Foto: Kelly Fuzaro/Band

Embate entre Daciolo e Ciro passa por suposto plano de comunismo e leva a risadas da plateia

10 / ago
Publicado por Victor Tavares em Eleições 2018 às 0:25

No terceiro bloco do debate da Band os candidatos perguntaram entre si. No ‘confronto direto’, Geraldo Alckmin (PSDB) e Ciro Gomes (PDT) responderam duas vezes enquanto os demais candidatos responderam apenas uma pergunta. Guilherme Boulos (PSOL) e Alvaro Dias (Podemos) não foram escolhidos para responder nenhuma pergunta.

LEIA TAMBÉM
» Manifestantes protestam contra ausência de Lula em debate
» Candidato promete trabalho ‘pela honra e glória do senhor Jesus’
» Lula está preso enquanto Temer está solto, diz Boulos em debate
» Em debate, Alckmin diz que se coligou ao centrão para aprovar reformas

Cabo Daciolo questionou Ciro Gomes (PDT) sobre a fundação do Foro de São Paulo, o pedetista disse não saber sobre o que o candidato falava a respeito do plano URSAL. “Meu estimado Cabo, eu tive o prazer de lhe conhecer hoje e pelo visto o amigo não me conhece. Eu não sei o que é isso, não fui fundador do Foro de São Paulo e acho que está respondido”.

“Estamos falando aqui de um plano de nova ordem mundial de união de toda a América do Sul. Quero deixar claro que em nosso governo o comunismo não vai ter vez. Deixar muito claro pros EUA e pra China que aqui eles não terão vez”, disse o Cabo.

O candidato do PSDB Geraldo Alckmin escolheu Marina Silva (REDE) para responder sobre educação. “Tomem muito cuidado com aqueles que fazem o discurso oco da prioridade da educação, mas que o condomínio já está cheio de lobo mau querendo comer o dinheiro da vovozinha”, disse Marina.

» Alckmin e Bolsonaro são os mais ‘acionados’ em primeiro bloco de debate
» Bolsonaro defende novamente castração química em debate
» Daciolo atribui feminicídios a ‘falta de amor’ e Dias à corrupção; Bolsonaro minimiza diferença salarial
» Aborto: Marina defende plebiscito e Boulos diz que é questão do SUS, em debate

Guilherme Boulos disse que Henrique Meirelles (MDB) era banqueiro e ‘candidato do Temer’, em resposta, Meirelles adotou o conhecido discurso de seu ‘legado’ deixado na economia do Brasil. “Eu sou o candidato do emprego, da renda e do crescimento econômico”, afirmou ao ser chamado de candidato do presidente Michel Temer.

» Em debate, Bolsonaro vai para cima de Alckmin: ‘apenas ocuparia cadeira de Temer’
» Debate: a Bolsonaro, Ciro diz que não precisa de ‘lei do chicote bravo nas escolas’
» Embate entre Daciolo e Ciro passa por suposto plano de comunismo e leva a risadas da plateia
» Presidenciáveis trocam acusações ao falar sobre cortar privilégios em debate

Em meio às suas falas criticando indicações políticas no governo federal, o deputado Jair Bolsonaro (PSL) foi para cima do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB). “São pessoas insignificantes que são colocadas lá para trabalhar para ‘n’ partidos”, afirmou, sobre os ministros. “Ele apenas ocuparia a cadeira do Temer. O resto dos ministérios seriam todos loteados”, disse ainda, criticando a aliança do tucano com o centrão.


FECHAR