publicidade
26/07/18
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Convenção do MDB de Pernambuco pode ser levada à Justiça

26 / jul
Publicado por Amanda Miranda em Eleições 2018 às 22:50

O MDB nacional estaria planejando entrar na Justiça contra a convenção estadual do partido, que deve oficializar a pré-candidatura de Jarbas Vasconcelos ao Senado, na chapa do governador Paulo Câmara (PSB).

Segundo informações de bastidores, os aliados do senador Fernando Bezerra Coelho, emedebista que é uma das lideranças na oposição, planejam ir à Justiça caso o encontro aconteça, na semana que vem. 

LEIA TAMBÉM
» Depois de ação de FBC, Raul Henry remarca convenção estadual do MDB
» Raul Henry consegue no STF decisões que desfavorecem FBC e Jucá
» FBC admite que pode não retomar comando do MDB até as convenções e critica Paulo Câmara
» Fernando Filho diz que FBC não vai desistir do comando do MDB em Pernambuco
» FBC entra com cautelar cobrando que Carmem Lúcia defina comando do MDB em Pernambuco

FBC deixou o PSB e se filiou ao MDB em setembro do ano passado, com a promessa do presidente nacional do partido, senador Romero Jucá (RR), de ficar com o comando da legenda para levá-la para a oposição a Paulo Câmara. A presidência estadual é do vice-governador Raul Henry, aliado de Jarbas Vasconcelos.

Com o processo de dissolução do diretório local pelo nacional, Henry foi à Justiça, iniciando um imbróglio que se estende até hoje.

Atualmente, uma decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski mantém com Raul Henry o comando do partido.

O fato de não ter conseguido a presidência do MDB retirou Fernando Bezerra Coelho do páreo para ser o candidato ao governo na frente de oposição Pernambuco Quer Mudar.

O senador afirmou que não tem a informação de que o MDB nacional pretende entrar na Justiça contra o resultado da convenção, caso ela aconteça, e disse acreditar na reversão da decisão de Lewandowski, o que impediria que Raul Henry comandasse o encontro.

“Acredito que o nosso recurso seja julgado antes da convenção estadual”, disse FBC.

O advogado Walber Agra, que defende o MDB nacional no Supremo, também não confirmou a movimentação do partido. “Esperamos que o ministro se pronuncie”, afirmou.


FECHAR