publicidade
20/06/18
Foto: Roosewelt Pinheiro/ABr
Foto: Roosewelt Pinheiro/ABr

Ciro e Maia se encontram, mas não fecham decisão sobre aliança

20 / jun
Publicado por Victor Tavares em Eleições às 15:13

Estadão Conteúdo – O pré-candidato à Presidência pelo PDT, Ciro Gomes, se reuniu na noite desta terça-feira, 19, em Brasília, com representantes dos principais partidos do chamado “Centrão”. O grupo, que tem como expoente o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ainda procura um nome para apoiar nas eleições.

Maia deve anunciar a desistência da candidatura ao Palácio do Planalto nas próximas semanas e procura alternativas para que o DEM não feche novamente uma aliança com o PSDB. Mesmo com resistências internas, ele tem feito a ponte entre Ciro e as legendas de centro.

LEIA TAMBÉM
» Sem conciliação, AGU devolve ao STF ações de auxílio-moradia de juízes
» Delúbio é transferido para prisão da Lava Jato no Paraná
» TJPE derruba liminar que determinava lotação de policiais para Araripina

Também estiveram presentes no jantar o presidente do DEM, ACM Neto, o presidente do PP, senador Ciro Nogueira, do PRB, Marcos Pereira, do Solidariedade, deputado Paulinho da Força, e o líder do PCdoB na Câmara, deputado Orlando Silva. Pelo lado do PDT, participaram o presidente da legenda, Carlos Lupi, e o deputado Mário Heringer.

De acordo com um dos participantes do encontro, não houve uma definição sobre aliança, mas Ciro, que em público tem dito que a sua preferência é por um acordo com o PSB e PCdoB, teria deixado claro que gostaria de contar com o apoio do Centrão na campanha

Em um dos momentos do encontro, que se estendeu até por volta da 1h da manhã desta quarta-feira, 20, ACM Neto teria questionado Ciro sobre as divergências de pensamento dele com o grupo, mais de centro-direita. O presidenciável, no entanto, teria dito que estava disposto a construir um programa de governo conjunto, que contemplasse todos os aliados.

“O jantar foi muito proveitoso. As conversas vão continuar”, disse Paulinho da Força, cujo partido tem como pré-candidato a presidente o ex-ministro Aldo Rebelo. O grupo ficou de voltar a se reunir nas próximas semanas, antes do período das convenções partidárias, que vão de 20 de julho e 5 de agosto.


FECHAR