publicidade
19/06/18
Foto: Douglas Fernandes/Blog de Jamildo
Foto: Douglas Fernandes/Blog de Jamildo

Sem garantia, Marília anuncia Silvio Costa para o Senado e quer Humberto

19 / jun
Publicado por Amanda Miranda em Instant Articles às 11:40

Ainda com a indefinição no PT entre apoiar a campanha do governador Paulo Câmara (PSB) à reeleição ou manter a pré-candidatura da vereadora do Recife Marília Arraes ao cargo, a parlamentar anunciou nesta terça-feira (19) que, se tiver uma chapa, o deputado federal Silvio Costa (Avante) terá uma das vagas ao Senado. Na outra, afirmou em coletiva de imprensa nessa manhã que quer o senador Humberto Costa, um dos principais defensores da aliança com os socialistas.

Para defender os nomes, Marília Arraes usou o argumento que está na resolução da executiva nacional do PT que pode limar sua pré-candidatura: o da defesa do ex-presidente Lula na corrida eleitoral. Para ela, ambos, que foram lideranças favoráveis a Dilma Rousseff no período do impeachment, são os que têm condições de defender Lula.

LEIA TAMBÉM
» PT só deve ter definição sobre aliança com PSB em julho, prevê João da Costa
» Sem movimentações nacionais, Marília vai anunciar ‘nova fase’ da pré-campanha
» Marília Arraes anuncia coordenador de programa de governo
» Se Marília for preterida ou atropelada, segue na oposição, prevê Armando
» PT lança resolução em que prioriza aliança com PSB e pode limar Marília 
» Unidade da esquerda não pode vir por chantagem, diz Marília, contra PSB

Silvio Costa reconheceu que a candidatura pode não se consolidar. “Eu sei que não estou aqui com a candidata do PT. A vereadora Marília Arraes é uma das pré-candidatas. Eu quero respeitar o companheiro Odacy (Amorim, deputado estadual) e o companheiro é, é…”, disse, ouvindo dos petistas o nome do militante José de Oliveira, outro pré-candidato. “Não estou aqui para tentar interferir na política interna do PT”.

O PT lançou no último dia 9 uma resolução colocando como prioridade a formação de uma aliança nacional com o PSB e o PCdoB, o que implicaria na retirada da candidatura de Marília para apoiar Paulo Câmara. Se o apoio for confirmado, o senador Humberto Costa, um dos principais defensores da aliança, pode disputar a reeleição na chapa socialista.

Segundo lideranças locais do PT, porém, as articulações nacionais não avançaram nem recuaram.

De acordo com o ex-prefeito do Recife João da Costa, secretário geral do partido no Estado, o foco hoje é no julgamento da presidente nacional da sigla, a senadora Gleisi Hoffmann (PR). Acusada de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, por supostamente ter recebido R$ 1 milhão para sua campanha em 2010, ela deve ser julgada pela Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) nesta terça-feira (19).

No próximo dia 26, os ministros podem analisar o recurso do ex-presidente Lula (PT), preso há dois meses.


FECHAR