publicidade
27/01/18
Foto: Guga Matos/JC Imagem
Foto: Guga Matos/JC Imagem

Miguel Coelho rebate Tavares e diz que Compesa foi 1ª a privatizar

27 / jan
Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 11:05

Em entrevista no Resenha Política, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), rebateu as acusações do presidente da Companhia de Saneamento de Pernambuco (Compesa), de que estaria misturando “política e gestão” ao iniciar o processo para o fim da concessão no município. Para o prefeito, quem fez isso foi a própria Compesa ao não analisar mudanças no contrato propostas em setembro, quando o pai dele, o senador Fernando Bezerra Coelho, deixou o PSB e foi para o MDB. “O que não pode também são pessoas que fizeram privatização nesse setor de água e esgoto estarem falando mal dos outros. Porque a primeira empresa a fazer uma PPP de saneamento em Pernambuco se chama Compesa”, disse, citando Pirapama, obra de abastecimento na Região Metropolitana do Recife.

“De acordo com Roberto Tavares, passou quatro meses para ele validar com o governador. Então isso já deixa uma mensagem muito clara: ou o governador esqueceu de Petrolina ou, o que eu não consigo imaginar, o presidente da Compesa não teve oportunidade em quatro meses de poder debater um novo contrato para uma cidade tão importante para o sistema Compesa”, afirmou. “Não estou querendo dizer que vou municipalizar, só estou dizendo que vou colocar um parceiro mais eficiente para fazer o que a Compesa não consegue hoje.”

“Chega a ser um pouco arrogante dizer que as prefeituras não têm competência. Seria como se todo serviço público do Estado fosse de excelência, muito pelo contrário, porque o Estado, só na saúde, deve mais de R$ 125 milhões para as prefeituras de Pernambuco. No caso de Petrolina, só em farmácia básica e Samu, supera R$ 5 mi milhões, então acho que tem que fazer uma autocritica antes para poder criticar nós, prefeitos, que estamos ali lutando diariamente para prestar um serviço melhor.”


FECHAR