publicidade
23/01/18
Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula
Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Em defesa de Lula, PSB diz que ‘tribunal político mais adequado em uma democracia é o voto popular’

23 / jan
Publicado por jamildo em Notícias às 10:52

Em rota de aproximação, depois de uma visita do ex-presidente Lula a viúva do ex-governador Eduardo Campos, no ano passado, o PSB divulgou uma nota oficial em defesa do presidente de honra do PT, na véspera do julgamento pela Justiça Federal, nesta quarta-feira.

A nota é assinada pelo presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, ligado ao grupo de caciques de Pernambuco.

Sua divulgação ocorre no mesmo dia em que o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, encontra-se com o ex-ministro de Lula Ciro Gomes, do PDT, apontado como um dos planos B de Lula, em caso de impedimento. Paulo Câmara acaba de abrir mais espaço para o PDT em sua gestão, de olho no reforço do seu palanque com vistas às eleições estaduais, no plano local.

Nota a propósito do julgamento do ex-presidente Lula

O Partido Socialista Brasileiro – PSB, como todas as demais forças políticas instituídas do País, vem sendo chamado a se manifestar sobre o julgamento do ex-presidente Lula, que ocorrerá no próximo dia 24/1.

Nesse contexto, há dois elementos que merecem destaque. Em primeiro lugar, verifica-se certa atipicidade na velocidade com que tramitou o processo em segunda instância.

Quanto a esse aspecto, notamos que a rapidez da Justiça é um direito que assiste a toda a população, mas superar, no caso específico, a morosidade habitual, terminou por criar um fato político.

Em segundo lugar, considera-se que o tribunal político mais adequado em uma democracia é o voto popular, em eleições livres — avaliação essa que é comum, no presente caso, à maioria das forças políticas responsáveis, independentemente de seu espectro ideológico.

Cabe observar, ainda, que uma solução política, por meio das urnas, que se viabilize respeitando de modo estrito a legalidade, é condição necessária para que o País supere a crise política que vivencia há pelo menos três anos.

Brasília-DF, 23 de janeiro de 2018.

CARLOS SIQUEIRA
Presidente Nacional do Partido Socialista Brasileiro – PSB

 


FECHAR