publicidade
23/01/18
Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Dizem que somos violentos, mas não falam de Bolsonaro, afirma Gleisi

23 / jan
Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 18:13

Criticada pela declaração de que, para prender Lula teria que “matar gente”, a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, defendeu sua fala nesta terça-feira (23), em ato com o líder petista na véspera do julgamento dele no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4). “Dizem que somos violentos, mas não falam nada quando Bolsonaro vai para as redes sociais posa com armas”, afirmou a senadora. “Não venham para cima trucando porque nós vamos aceitar o truco e vocês vão ser responsáveis pelo que acontecer de mau no País”, disse.

LEIA TAMBÉM
» Julgamento de Lula: Jungmann diz que cabe a MP agir sobre fala de Gleisi
» Deputado diz que Lula está ‘sereno e confiante’ na véspera de julgamento
» Ciro diz que não vê provas de culpa de Lula em sentença de Moro
» Para Temer, julgamento de Lula mostra ‘instituições funcionando’
» Lula merece ser julgado pelas urnas, diz Manuela D’Ávila

A senadora ainda criticou o governo Michel Temer (MDB) e afirmou que Lula é vítima de um “golpe” para não disputar as eleições deste ano. “Bandido bom é bandido morto para eles é a diversidade que eles não aceitam, que acabam sendo os nossos jovens mortos nas periferias”, disse ainda, questionando as políticas sociais.

Para ela, há uma “perseguição política” contra o PT na Operação Lava Jato. “Usam contra a gente e soltam empresários. São responsáveis pela morte da dona Marisa Letícia, pela perseguição que ela sofreu nesse processo”, disse sobre as delações premiadas. “Essa sentença do juiz Sergio Moro envergonha o Brasil e envergonha o mundo.”


FECHAR