publicidade
20/11/17
Foto: Paulo Veras/JC
Foto: Paulo Veras/JC

No Recife, Alckmin usa transposição para colar imagem no Nordeste

20 / nov
Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 10:38

Questionado sobre as conversas que teve nesse domingo (19) com a ex-primeira-dama Renata Campos, viúva de Eduardo Campos e influente no PSB, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou nesta segunda-feira (20) que não passaram pela formação de uma nova aliança entre os dois partidos. Segundo o tucano, porém, os dois falaram sobre a transposição e a revitalização do rio São Francisco.

O assunto foi retomado em encontro com empresários promovido pelo Lide Pernambuco, em que Alckmin enfatizou ter cedido bombas da Sabesp, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, para que o eixo leste do projeto fosse inaugurado no início do ano por Michel Temer (PMDB). Outros equipamentos foram emprestados para o eixo norte.

LEIA TAMBÉM
» Após visita a Renata, Alckmin diz que aliança é ‘tema mais para a frente’
» Moradores do Pilar aproveitam visita de Alckmin, ‘homem de São Paulo’, para cobrar moradia
» Bruno Araújo ‘pula’ encontros de Alckmin com Renata e Jarbas
» Jarbas diz no Recife que apoia Geraldo Alckmin para 2018

No Recife, Alckmin fez questão de enfatizar a preocupação com o rio tanto em coletiva de imprensa quanto no discurso para empresários pernambucanos. “Ajudamos para que água chegasse mais depressa”, enfatizou.

O discurso é visto como uma tentativa de se aproximar do Nordeste, região que é reduto eleitoral do PT.

» Alckmin defende autonomia de Suape, prometida por Temer
» Queremos aliança com o PSB, mas não depende só de nós, diz Alckmin
» Alckmin diz que não precisa ser presidente do PSDB para atuar por unificação

O tucano chegou a visitar Pernambuco no primeiro semestre com o ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho, do PMDB, para vistoriar o funcionamento das bombas. O equipamento avaliado em R$ 8,2 milhões foi utilizado para extrair água do sistema Cantareira, durante a crise hídrica em São Paulo, há dois anos.

Alckmin com Barbalho (Foto: Adalberto Marques/Ministério da Integração)

» Oito meses após inauguração, transposição vai chegar a Floresta, 2ª cidade em Pernambuco
» Bomba da transposição é roubada e ministério suspeita de comerciantes em depredação
» Ministro religa bombas da transposição inauguradas por Dilma em Pernambuco
» Governo estuda privatizar transposição do São Francisco

A movimentação do governador de São Paulo provocou reação do ex-presidente Lula (PT), que reivindica a paternidade da obra iniciada em 2007, no seu segundo governo. O petista chegou a fazer uma “segunda inauguração”, não oficial, do eixo leste em Monteiro, a primeira cidade da Paraíba a receber a água da transposição. Alckmin e Lula já se enfrentaram nas eleições presidenciais de 2006, quando o petista foi reeleito, e devem voltar a disputar em 2018.


FECHAR