publicidade
10/03/17
Temer em Sertânia, antes de chegar a Monteiro (Foto: Divulgação)
Temer em Sertânia, antes de chegar a Monteiro (Foto: Divulgação)

Temer ironiza manifestantes em Monteiro e diz que eles vão se banhar na Transposição

10 / mar
Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 16:46

Com informações de Jamildo Melo, em Monteiro (PB)

Recebido sob protestos e gritos “Fora Temer!” em Monteiro, na Paraíba, o presidente Michel Temer (PMDB) fugiu ao seu estilo formal e ironizou os manifestantes em seu discurso na cerimônia de chegada da água da Transposição do Rio São Francisco, nesta sexta-feira (10). “Como eles estão no sol, no fim do dia eu tenho certeza de que vão se banhar com as águas da Transposição”, falou o peemedebista. A manifestação era contra ele e a reforma da Previdência.

LEIA TAMBÉM
» “Não quero a paternidade dessa obra. Ninguém pode tê-la”, diz Temer sobre Transposição
» Cássio Cunha Lima: É uma pena ver jovens levantando bandeiras defendendo PT

O discurso de Temer foi aberto e fechado por respostas aos manifestantes. “Eles são meus amigos e isso é a revelação mais clara da democracia que estamos vivendo. No mesmo momento em que estamos trazendo uma grande obra, do outro lado fazem um protesto”, iniciou o presidente.

» Em Monteiro, grupo protesta ao lado do local de cerimônia com Temer

Para concluir o discurso, disse: “Eu vou citar para vocês uma fala de Dom Helder: ‘Eu sou como a cana na moenda. Por mais que eu seja espremido, só consigo dar doçura.” O peemedebista ainda pediu aplausos dos manifestantes.

Em clara resposta do ex-presidente Lula (PT), que tem cobrado a paternidade da Transposição diante da aproximação de Temer e do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), da obra, Temer retomou o que havia afirmado em Campina Grande, mais cedo. “Se podemos falar em paternidade, a paternidade é do povo brasileiro. Não tem dinheiro público que não venha dos impostos, estamos pagando uma dívida”, afirmou o peemedebista.

» Temer inaugura Transposição, mas moradores de Monteiro agradecem a Lula
» Transposição chega à Paraíba, mas ainda falta muito em Pernambuco

A música escolhida para a cerimônia foi ‘Deixe o rio desaguar’, do cantor local Flávio José, que diz: “Com sua transposição / No meu nordeste / O progresso vai chegar”. E continua: “Priorize esse projeto, seu doutor / E deixe o rio desaguar / Esse projeto centenário vai vingar / E com certeza / Será nossa redenção / Vamos ter muitos / Hectares de terra, tudo irrigados / É água pra mais de um milhão”.


FECHAR