publicidade
06/03/17
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Temer visita pela terceira vez obras da Transposição no Nordeste

06 / mar
Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 18:43

O presidente Michel Temer (PMDB) deve fazer a terceira visita à Transposição do Rio São Francisco em três meses no próximo sábado (11). É para quando está prevista a chegada da água do ‘Velho Chico’ à Paraíba, através do eixo leste do projeto. A data foi informada pelo ministro Helder Barbalho (Integração Nacional) nesta segunda-feira (6), quando vistoriou o reservatório de Barreiros, no Sertão pernambucano, que teve um vazamento na última sexta-feira (3).

A assessoria de imprensa do Palácio do Planalto confirma que está prevista a vinda de Temer para o Nordeste, para inaugurar essa etapa da transposição, mas ainda não confirma a data.

LEIA TAMBÉM
» Campeã de licitação para finalizar obras da Transposição é desabilitada
» Vazamento em barragem da Transposição em Sertânia é controlado
» Cerca de 60 famílias foram removidas após vazamento na Transposição

De acordo com o Ministério da Integração Nacional, o último reservatório do eixo Leste, Barro Branco, ainda em Pernambuco, está em fase de enchimento. De lá, a água passa por um túnel até chegar ao açude de Poções, em Monteiro, já na Paraíba. Depois, a água seguirá pelo Rio Paraíba até o reservatório Boqueirão, para reforçar o abastecimento em Campina Grande, também na Paraíba.

A água chegou a Sertânia no último dia 24, após uma visita do ministro com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Através da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), o tucano, que tem planos de se candidatar à presidência, cedeu bombas para o projeto. Alckmin é só um dos nomes que usam a estratégia de ficar ligados à transposição.

» Lula cobra paternidade da Transposição do São Francisco após visitas de Temer e Alckmin
» Transposição: restam 53 km para água chegar a Monteiro, na Paraíba

Outro é o próprio Temer. Com baixa popularidade – a avaliação positiva do governo baixou para 10,3% na última pesquisa CNT/MDA, divulgada em fevereiro -, a conclusão da transposição é usada pelo peemedebista para tentar alavancar a imagem positiva no Nordeste, que tem áreas atingidas pela seca há mais de cinco anos.

Foto: Beto Barata/Presidência da República
Foto: Beto Barata/Presidência da República

De olho na movimentação dos dois, o ex-presidente Lula (PT) tem investido na comunicação e na militância para também se aproximar da obra, iniciada em 2007, no seu segundo mandato. O petista tem divulgado vídeos nas redes sociais e, no último sábado (4), o líder da oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE) levou prefeitos petistas para a transposição para exaltar a imagem de Lula.

Lula em visita à transposição em 2010, no fim do segundo mandato (Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem)
Lula em visita à transposição em 2010, no fim do segundo mandato (Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem)

De acordo com o Ministério da Integração Nacional, 96,89% do eixo leste estão concluídos até agora, sete anos depois da previsão para finalizar a obra.

Vazamento em Sertânia

Uma semana depois da visita de Alckmin, um dos possíveis adversários de Lula, um dos reservatórios de Sertânia teve um vazamento. Foi o Barreiro, inspecionado por Helder Barbalho nesta segunda-feira (6) – ele ainda esteve em Campos (PE), na barragem Camalaú (PB) e no açude Poções (PB).

» MPF diz que “é difícil” água da Transposição chegar à Paraíba agora
» Em Floresta, Temer aciona terceira estação de bombeamento do eixo leste da transposição

O problema foi resolvido no sábado (4), mas cerca de 60 famílias que vivem em 10 comunidades no entorno do projeto precisaram ser retiradas das suas casas. Segundo o ministério, foram instaladas rochas com mais de uma tonelada para garantir a segurança da barragem. “Vamos continuar trabalhando para identificar a causa deste problema e assegurar a recuperação da área danificada. Porém, está liberada a elevação da cota do reservatório Barreiro para que prossiga o curso das águas”, afirmou Helder Barbalho pela assessoria de imprensa.

Foto: Cortesia
Foto: Cortesia

O reservatório fica entre as estações de bombeamento 5 e 6 do eixo leste. Essa etapa capta a água do reservatório de Itaparica, em Floresta, também no Sertão pernambucano, para levá-la até a Paraíba. Foi justamente a Floresta a última visita de Temer à transposição, no fim de janeiro, para acionar a terceira estação de bombeamento do projeto.

Eixo norte da transposição

Além do eixo leste, há o eixo norte do projeto, que pretende levar a água até o Ceará. A obra no trecho entre Cabrobó, no Sertão pernambucano, e Jati (CE) está paralisada há mais de seis meses. A empreiteira que cuidava da obra era a Mendes Júnior, que pediu para deixar o canteiro há mais de seis meses, alegando dificuldade para obter crédito. A construtora é uma das envolvidas na Operação Lava Jato. No eixo norte, segundo o ministério, 94,52% das obras estão concluídos e a expectativa é de entregar essa etapa até o fim do ano.

» Parado, trecho do eixo norte da transposição sai este ano, promete Temer
» Em Pernambuco, ministro aciona primeira bomba emprestada por Alckmin para Transposição
» Ministério responsabiliza construtoras da Transposição do São Francisco por paralisação na obra

O Ministério da Integração Nacional divulgou mais cedo que desabilitou a empresa que apresentou o menor preço para retomar as obras por não cumprir critérios técnicos da licitação. O processo de licitação para substituir a Mendes Júnior continua em Brasília. Agora serão analisadas as outras empresas que estavam na licitação. A campeã, a Passarelli, havia apresentado um valor de 23% sobre o preço máximo fixado pelo edital, o que equivale a R$ 442,21 milhões. O que havia sido estabelecido era de R$ 574,30 milhões. A segunda colocada, a Marquise S.A. apresentou um preço de 17,01%.


FECHAR