publicidade
04/11/16
Arquimedes Valença, do PMDB, e Safadão (Foto: Divulgação)
Arquimedes Valença, do PMDB, e Safadão (Foto: Divulgação)

Após festa da vitória com Safadão, eleito em Buíque quer Carnaval

04 / nov
Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 17:40

O prefeito eleito de Buíque, no Sertão pernambucano, Arquimedes Valença (PMDB), provocou polêmica no município após fazer a festa para comemorar a vitória com o cantor Wesley Safadão. Durante a festa, nessa quinta-feira (3), em entrevista a um blog local, divulgada na página dele no Facebook, afirmou que quer fazer o Carnaval da cidade.

LEIA TAMBÉM
» Prefeito eleito de Buíque vai comemorar vitória com show de Safadão

Valença frisou que a festa aquece a economia local. “Buíque há anos estava triste. Buíque não tinha alegria porque ninguém fazia Buíque rir”, declarou o peemedebista. “O povo de Buíque gosta de receber as pessoas como recebia nos grandes carnavais.”

Segundo Telma, show de Safadão foi organizado após a vitória de Valença, no dia 2 de outubro (Foto: Divulgação)
Segundo Telma, show de Safadão foi organizado após a vitória de Valença, no dia 2 de outubro (Foto: Divulgação)

Mas não há previsão de show de Safadão no período carnavalesco. A assessora do prefeito eleito Telma Valença, filha dele, adiantou que provavelmente não vai haver verbas nem disponibilidade na agenda do cantor.

» Após ser cassada, mãe de Wesley Safadão consegue disputar e é eleita no Ceará
» Felipe Carreras quer distância da polêmica sobre cachê de 575 mil reais para Wesley Safadão em Caruaru
» Após polêmica, desembargador autoriza show de Safadão no São João de Caruaru

O peemedebista ainda não teve acesso a todos os documentos na transição municipal, mas o último prazo acaba na próxima segunda-feira (7). Mesmo assim, afirma que a situação na cidade, assim como em outras prefeituras, é de dificuldade fiscal. “Resgatar nossas festas é uma prioridade, mas sabemos que vai passar mais de um ano para deixar a situação equilibrada”, afirmou Telma. “O início do governo vai ser de muita economia. Nós sabemos que a situação é caótica.”

Entre as festividades estão, além do Carnaval, o aniversário da cidade, em 12 de maio, o Dia de São Pedro e o Réveillon. “Não vamos deixar de dar prioridade à saúde, à educação, às coisas que são fundamentais para investir tudo em um Carnaval”, afirmou a assessora do prefeito eleito.

» PF faz busca em empresa que representa Wesley Safadão, em Goiânia
» Em Limoeiro, após shows milionários de Safadão e Luan Santana, prefeitura faz transferência de R$ 3,6 milhões
» Ministério Público pede explicações a prefeito sobre cachê de Safadão em Caruaru

O plano do futuro gestor, segundo Telma, é elaborar um projeto para que Buíque seja polo carnavalesco no Estado, pleiteando verba do Governo de Pernambuco para patrocinar os festejos diante das dificuldades financeiras.

“O prefeito atual está numa gestão de oito anos, desastrosa. Deixamos o Carnaval em 2008 como o melhor do interior, até superando Pesqueira. O fluxo do comércio era muito grande, as pousadas ficavam lotadas e movimentava muito dinheiro. Esse prefeito acabou com todas as festas”, afirmou Telma, contra o atual gestor, Jonas Camelo (PSD), que venceu o pai dela há quatro anos.

Tamanho da festa foi motivo de polêmica. Moradores afirmaram que dinheiro poderia ser gasto com saúde, educação e abastecimento da cidade, vítima da seca (Foto: Divulgação)
Tamanho da festa foi motivo de polêmica. Moradores afirmaram que dinheiro poderia ser gasto com saúde, educação e abastecimento da cidade, vítima da seca (Foto: Divulgação)

Arquimedes Valença agora ganhou a eleição para a candidata socialista Miriam Biano. Ele vai assumir a prefeitura pela quarta vez, após ser prefeito no fim da década de 1980 e por dois mandatos a partir de 2001.

Safadão foi parar em Buíque após brincadeira

Diante de críticas da oposição sobre o convite de Wesley Safadão para o show na festa da vitória de Valença, Telma rebate que “são da oposição”. A assessora explicou que a festa foi paga por um grupo de amigos do prefeito eleito, após uma brincadeira sobre a festa da vitória. Ela não informou, porém, quando custou a comemoração.

“A princípio não tinha possibilidade porque agenda estava lotada. Mas ele (Safadão) tinha show na Bahia hoje (esta sexta-feira, 4) e, como Pernambuco era vizinho, abriu espaço. (Safadão) não veio especificamente para isso”, defendeu. Para Telma, o show do cantor foi por um acaso.


FECHAR