publicidade
21/06/16
Foto: Michelle Souza/JC Imagem
Foto: Michelle Souza/JC Imagem

Agora na Operação Turbulência, FBC volta a ser citado em suposto esquema para campanha de Eduardo Campos

21 / jun
Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 11:40

O senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) foi apontado pelas investigações da Polícia Federal na Operação Turbulência como um dos envolvidos em suposto esquema de arrecadação de recursos ilícitos para as campanhas de Eduardo Campos (PSB) em 2010, à reeleição do Governo de Pernambuco, e em 2014, à Presidência. Fernando Bezerra Coelho é pai do atual ministro de Minas e Energia, Fernando Filho (PSB).

“O indicativo que temos na nossa investigação, através dos dados cruzados com o STF (Supremo Tribubal Federal), é que Fernando Bezerra Coelho teria sido a pessoa encarregada de colher os valores do percentual devido para a campanha de Eduardo Campos”, afirmou a delegada Andrea Pinho.

LEIA TAMBÉM
» PF investiga compra de jatinho que transportava Eduardo Campos em campanha presidencial e esquema milionário de lavagem de dinheiro
» Envolvido na Operação Turbulência é preso enquanto malhava em academia no Recife

O senador já havia sido citado na delação premiada do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa. Segundo o depoimento, o socialista teria recebido R$ 20 milhões para a campanha de Eduardo Campos em 2010. Fernando Bezerra Coelho desmentiu as informações e disse que não atuou na coordenação de campanha do ex-governador, além de não conhecer e não manter contatos com o doleiro Alberto Youssef.

LEIA TAMBÉM
» PF cumpre oito mandados em Pernambuco, FBC e Eduardo da Fonte estão na lista
» PF apreende documentos, dinheiro e computadores em operação no Recife
» Cinco senadores da comissão do impeachment são investigados pela Lava Jato


FECHAR