publicidade
05/05/16
Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

Por unanimidade, STF confirma afastamento de Cunha

05 / maio
Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 17:03

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), sofreu nova e definitiva derrota no Supremo Tribunal Federal (STF) na tarde desta quinta-feira (5). Por unanimidade, os ministros da Corte votaram acompanhando o relator, ministro Teori Zavascki, que havia concedido liminar pela manhã pedindo o afastamento de Cunha da presidência da Câmara e do mandato de deputado.

Após a leitura do parecer de Zavascki, a ordem de votação foi: Edson Fachin, Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux, Dias Toffoli, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, Marco Aurélio, Celso de Mello e, por último, o presidente do STF, Ricardo Lewandowski.

O pedido de afastamento foi pedido pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que apontou 11 situações que comprovam o uso do cargo em benefício próprio, para “constranger, intimidar parlamentares, réus, colaboradores, advogados e agentes públicos com o objetivo de embaraçar e retardar investigações” e chegou a chamá-lo de “delinquente”.

LEIA TAMBÉM
» “Antes tarde do que nunca”, diz Dilma sobre afastamento de Cunha
» Para Janot, afastamento de Cunha vai trazer ‘normalidade’ às investigações
» Ministro do STF Teori Zavascki afasta Eduardo Cunha do mandato na Câmara
» Mesmo com afastamento, Cunha mantém foro privilegiado
» Enquete: O STF demorou para afastar Eduardo Cunha?

» Veja galeria de imagens da votação desta quinta-feira:


FECHAR