publicidade
13/03/15

Tiro da CUT saiu pela culatra. Recifenses mostram insatisfação com o governo Dilma nas redes sociais durante ato de apoio

13 / mar
Publicado por jamildo em Notícias às 16:46

O ato em defesa da Petrobras e de apoio ao governo da presidente Dilma Rousseff realizado na manhã desta sexta-feira (13), no Recife, não reverberou de modo positivo para o governo federal nas redes sociais.

Das 763 citações analisadas nas redes sociais, os depoimentos a favor da presidente foram representados por apenas 5% , enquanto que a sua maioria (69%) foram declarações contra a Presidente Dilma Rousseff.

Cerca de 26% das menções coletadas foram de pessoas que não se posicionaram.

Os dados foram estudados, das 6h às 12h desta sexta-feira, pela Le Fil, consultoria em internet e redes sociais.

O pico das menções sobre o ato nas redes sociais aconteceu entre 10h e 11h da manhã, quando portais de notícias publicaram vídeos e noticiaram o ato.

O Facebook foi a mídia social mais utilizada e os homens foram os que mais publicaram suas opiniões.

Entre os assuntos mais falados, está o tema corrupção, com 10% das citações, mostrando que essa é a principal preocupação da população e o foco das reclamações sobre a atual gestão federal.

A Petrobras também foi muito lembrada pelos internautas, representando 5% das citações, a maior parte delas foram os recifenses lamentando a crise da estatal devido à má gestão e à corrupção.

Os internautas do Recife ainda criticaram o aumento do preço da gasolina, do gás, a Operação Lava Jato, o SUS, a crise econômica, o Mensalão e a alta do Dólar.

“O ato a ser realizado no próximo domingo (15) está sendo muito aguardado pelos recifenses. Mais de 20 mil pessoas foram confirmadas para o evento de domingo, no Recife, a partir do Facebook. Há uma mobilização organizada nas redes sociais para a data. Com os protestos de 2013, principalmente, as pessoas entenderam que podem mobilizar outras pessoas também na internet assim como vão para as ruas e hoje podem fazer uma política mais colaborativa com direito a cobertura em tempo real com imagens e vídeos protestando também nesses espaço e com grande alcance, muitas vezes até maior que a quantidade de pessoas nas ruas”, afirma Socorro Macedo, diretora executiva da Le Fil.

Os principais mobilizadores nas redes sociais foram os veículos de imprensa do Recife que publicaram charges, vídeos e textos.

Já o PT e a CUT foram os principais partidos e movimentos sociais citados.

Entre os nomes políticos mais citados, estão, em primeiro lugar, o ex-prefeito do Recife João Paulo, com 7% das menções, que esteve no ato e teve destaque com a ciranda formada durante a mobilização.

Outros políticos citados foram o ex-presidente Lula (0,7%) – associado ao nome da atual presidente -; o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (0,6%) – em relação às eleições de 2014 -, o vice-prefeito do Recife, Luciano Siqueira (0,5%), o ex-prefeito do Recife João da Costa (0,2%) e o senador Fernando Bezerra Coelho (0,2%).

Ainda 5,5% das menções acusaram o PT de ter contratado pessoas para participarem da manifestação.

Já as complicações que o ato causou no trânsito foram criticadas em 2,6% das menções.

A reforma política ocupou apenas 1% das menções, 0,9% pediu intervenção militar e 0,6% pediu o Impeachment da Presidente.


FECHAR