publicidade
25/09/14

Em Pernambuco, Paulo Câmara chega aos 39% e abre seis pontos de vantagem sobre Armando Monteiro (33%)

25 / set
Publicado por Amanda Miranda em Eleições às 15:50

Ilustração: Bruno de Carvalho/NE10
Ilustração: Bruno de Carvalho/NE10

Por Jamildo Melo, editor do Blog

A quarta rodada da pesquisa do Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau (IPMN) sobre as eleições no Estado de Pernambuco mostra que o candidato socialista Paulo Câmara abriu uma vantagem de seis pontos sobre o candidato do PTB Armando Monteiro Neto.

A exatos 10 dias para as eleições de 5 de outubro, Paulo Câmara aparece com 39% das intenções de voto. Na versão anterior do levantamento, o socialista contava com 33% das intenções de voto.

Já Armando Monteiro Neto aparece com 33% das intenções de voto. No levantamento anterior, contava com 31% das intenções de voto.

A grande ascensão de Paulo Câmara vem sendo registrada desde a morte de Eduardo Campos, provocando o declínio de Armando Monteiro, que na primeira pesquisa (28 de julho) liderava de 37 a 10. Os petebistas reclamam de uso abusivo da imagem do ex-governador, morto em um acidente no dia 13 de agosto deste ano, em São Paulo. Nesta reta final da campanha, a viúva do ex-governador, Renata Campos, além dos filhos, tem aparecido no guia e subido em palanques para reforçar o aliado.

Na terceira rodada, publicada no dia 11 de setembro, o cenário eleitoral em Pernambuco já apresentava Paulo Câmara (PSB) ultrapassando o adversário Armando Monteiro Neto (PTB), com um placar de 33% a 31%, mas dentro da margem de erro.

Naquela data, foi a primeira vez que Paulo assumia a dianteira na corrida eleitoral. Oficialmente, a situação era de empate técnico, porque a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos.

O postulante do PSOL, Zé Gomes, que atingia 1% na pesquisa, agora, simplesmente zerou, não tendo votos suficientes nem para pontuar.

Os outros três candidatos – Jair Pedro (PSTU), Miguel Anacleto (PCB) e Pantaleão (PCO) não pontuaram, mais uma vez.

Os votos brancos e nulos somaram 11% do total. Entrevistados que não souberam ou não responderam totalizaram 16%, enquanto na última versão era 22%.

Veja no gráfico acima, a evolução das intenções de voto, levando em conta as outras sondagens da Nassau já divulgadas.

Na segunda pesquisa, divulgada no dia 30 de agosto, Armando estava com 32% das intenções de voto e Paulo Câmara com 28%. No primeiro levantamento, publicado no dia 2 de agosto, Paulo Câmara somava 10% das intenções de voto e Armando Monteiro, 37%.

A Frente Popular conta com mais respaldo na luta contra a aliança do PT e PTB, de Armando Monteiro. São 21 partidos coligados, vários candidatos proporcionais, metade do tempo de rádio e TV, inúmeros prefeitos aliados, candidatura lançada por governador de grande popularidade e advinda de governo muito bem avaliado.

O tempo da propaganda no rádio e na TV, em particular, tem sido importante para massificar a imagem do candidato do governo junto ao eleitorado, até porque nada menos que 73% dos pernambucanos responderam que assistem ou ouvem o programa eleitoral, todos os dias (12%) ou em alguns dias (61%).


FECHAR