publicidade
16/09/14

No RN, jornal denuncia que deputado genro de Silvio Santos usa servidor lotado em Brasília

16 / set
Publicado por jamildo em Notícias às 18:00

A campanha do candidato de deputado Robinson Faria (PSD) ao Governo do Rio Grande do Norte ganhou um reforço pago pela Câmara dos Deputados, segundo revela o diário Novo Jornal, de Natal, que diz ter tido acesso aos contra-cheques do ex-prefeito de Santana do Seridó, Hudson Pereira de Brito.

Segundo o jornal, publicado em Natal, Hudson Pereira ocupa cargo comissionado da Câmara dos Deputados, no gabinete de Fábio Faria, e tem trabalhado na campanha para o Governo do Estado, ao invés de dar expediente em Brasília.

Hudson Pereira de Brito tem função comissionada no gabinete do deputado federal Fábio Faria desde 2011. Ele recebe, segundo informações do site da Câmara Federal, R$ 15.624 por mês. Atualmente, divide suas funções entre o atendimento no comitê chamado Expresso 55, localizado em Natal e a acompanhar Robinson e Fábio em suas andanças pelo interior.

Segundo a legislação, o uso de um cargo comissionado numa campanha política se trata de “conduta vedada aos agentes públicos” e pode caracterizar, no âmbito eleitoral, abuso de poder político. No âmbito cível, a prática pode ser enquadrada como improbidade administrativa. Informações obtidas no diretório estadual do PSD dão conta que Hudson tem recebido prefeitos e lideranças, além de agendado encontros para Robinson e Fábio. Já o Instagram do ex-prefeito mostra fotografias de visitas em cidades do interior do Estado na chamada Caravana da Liberdade, na qual Robinson Faria percorre os municípios em um ônibus.

Segundo o Novo Jornal, a servidora do gabinete do deputado federal Fábio Faria, Magna Regina de Araújo Cruz, Hudson Pereira não tem ido a Brasília porque “está direto na campanha”.

“Ele está direto na campanha, só é possível falar através do celular. Ele só deve voltar aqui lá para o dia sete de outubro”, disse a servidora. Como se sabe, o primeiro turno das eleições de 2014 será realizado no dia cinco de outubro.

Em outras palavras, o gabinete de Fábio só espera pela volta do cargo comissionado que recebe mais de R$ 15 mil por mês após a eleição.

Ainda segundo o Novo Jornal, o Instagram de Hudson Pereira também demonstra, de forma clara, a participação na campanha.

O ex-prefeito esteve em Currais Novos no dia 12 de julho, acompanhando Robinson Faria na Feirinha de Currais Novos. No dia 17 do mesmo mês, uma quarta-feira, teoricamente um dia de expediente, Hudson acompanhou Robinson numa visita a Mossoró, onde foi realizado o lançamento da campanha do pessedista ao Governo.

Segundo informações do site da Câmara dos Deputados, consultados pelo Novo Jornal, Hudson recebeu normalmente o seu salário referente a julho. A partir do dia quatro de agosto, uma segunda-feira, ele acompanhou o vice-governador de Rosalba no primeiro evento da chamada Caravana da Liberdade, por nove municípios: Natal, Santa Maria, São Paulo do Potengi, Caiçara do Rio dos Ventos, Lajes, Fernando Pedrosa, Angicos, São Rafael e Jucurutu. A lista foi inclusive publicada no Instagram do cargo comissionado.

Em Parelhas, Hudson chegou a comemorar a recepção da Caravana, através de postagem no Instagram.

“Muito feliz com a caravana da liberdade, estamos sendo recebidos com muita alegria e esperança. Esta foto foi Domingo (10 de agosto) na minha terra Parelhas, junto com a liderança do 55 de Santana do Seridó”, disse o ex-prefeito. Já na saída da Caravana, no dia quatro, uma segunda-feira, ele falou: “Caravana da vitória onde iremos passar por mais de 100 municípios até terça-feira”.

No fim do trajeto, no dia 13 de agosto, Hudson Pereira publicou um vídeo no Instagram, no qual desce do ônibus que o candidato do PSD utilizou para percorrer o Estado. A legenda do vídeo é a seguinte.

“Bom dia povo de Deus. Ontem depois de nove dias chegamos em Natal na caravana da liberdade”. Pela legenda, o cargo comissionado do gabinete de Fábio passou nove dias em Caravana com a campanha de Robinson, embora não estivesse de férias e devesse expediente na Câmara dos Deputados.


FECHAR