publicidade
14/09/14

Governo de Pernambuco não tem programa para ajudar municípios com baixo Ideb

14 / set
Publicado por Blog de Jamildo em Notícias às 15:18

Por Júlio Cirne e Paulo Veras, repórteres do Blog.

Como a responsabilidade dos estados é cuidar do ensino médio, o Governo de Pernambuco não tem nenhum programa que possa ajudar municípios com notas baixas no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), cabe às prefeituras assumir o ensino fundamental. Com menos verba, é exatamente nessa rede de ensino que Pernambuco registra a pior colocação no ranking nacional.

Hoje, o suporte que a Secretaria Estadual de Educação oferece para a formação do ensino fundamental é através de programas focados na alfabetização.

O Programa Paulo Freire (PPF) foi criado em 2008 e busca combater o analfabetismo de jovens e adultos. Paralelamente, o Programa Alfabetizar com Sucesso, realizado em parceria com o Instituto Ayrton Senna, trabalha com o letramento de crianças no ensino fundamental.

LEIA TAMBÉM:
>> Em Pernambuco, mais de 80 municípios estão abaixo da média do Estado no Ideb
>> Melhora o ensino médio da rede pública de Pernambuco, aponta Ideb
>> João Lyra comemora crescimento de Pernambuco no Ideb

Ao Blog de Jamildo, a Secretaria de Educação afirmou que o Estado empenha esforços para reverter o déficit de educação investindo na criação e construção de escolas de ensino integral e de referência.

Na listagem relativa ao ensino fundamental I (1º ao 5º ano), os municípios com as menores notas são Capoeiras, Caetés, Aliança, Água Preta, Itambé, Itaquitinga, Moreno, Vicência, Itaíba e Machados. Dessa lista, apenas Moreno fica localizado na Região Metropolitana do Recife.

Quando a referência são os últimos anos do fundamental II (6ª ao 9° ano), os municípios com os índices mais baixos são Primavera, Itaíba, Água Preta, Amaragi, Goiana, Lagoa de Itaenga, Manari, São João, Chã de Alegria e Itapissuma. Todas as cidades, com exceção de Itapissuma, estão fora do Grande Recife.

Segundo a secretaria, todos esses municípios já contam com escolas de ensino integral.

No entanto, quatro deles, todos relativos à avaliação da 8ª série/9° ano, não constam na relação de municípios com escolas de ensino integral do site do governo: Lagoa do Itaenga, Manari, Chã de Alegria e Itapissuma. A ausência dos municípios na listagem, que data de 2013, seria resultado de uma desatualização no sistema.


FECHAR