publicidade
28/05/14
Foto: Câmara de Maceió
Foto: Câmara de Maceió

Vereador do PROS liberado para assumir Sudene

28 / maio
Publicado por Blog de Jamildo em Notícias às 9:00

Foto: Câmara de Maceió

Por Paulo Veras, repórter do Blog

A Câmara de Maceió, em Alagoas, aprovou nessa terça-feira (26) uma Emenda à Lei Orgânica do Município que permite que o vereador Zé Márcio (PROS) assuma o comando da Superintendência de Desenvolvimento Regional do Nordeste (Sudene) sem perder o mandato.

A nomeação de Zé Márcio acabou sendo ameaçada na disputa pela Presidência da Câmara de Maceió para o biênio 2015/2016; já que o vereador é um dos nomes cotados para disputar o cargo. A oposição vinha se recusando a votar a medida, o que pressionava o alagoano a abrir mão do mandato para assumir a direção da Sudene.

Leia também: Briga pelo comando da Câmara de Maceió ameaça presidência da Sudene

O imbróglio fez com que Zé Márcio perdesse o prazo de nomeação na Superintendência. Ele havia sido nomeado por indicação do deputado federal Givaldo Carimbão (PROS-AL). Um acordo costurado em Brasília deve fazer com que a presidente Dilma Rousseff (PT) reedite a portaria renomeando o vereador.

A emenda foi aprovada com 15 votos a favor e uma abstenção. Ela permite a manutenção dos mandatos para vereadores que assumam cargos de secretário municipal ou de Estado, Ministro e Prefeito de Capital, Secretário Nacional, Superintendente de Órgão Federal de Desenvolvimento Regional ou Chefe de Missão Diplomática Temporária.

Em entrevista ao Blog de Jamildo na semana passada, Zé Márcio afirmou que o foco de seu mandato à frente da Sudene é garantir que o órgão recupere a capacidade de planejar o desenvolvimento do Nordeste.

ELEIÇÃO – A briga pelo comando da Câmara de Maceió elevou os ânimos dos vereadores e chegou a causar tumultos dentro do plenário da Casa, com vereadores tendo que ser contidos para não chegarem a agressão.

Parte da crise foi resolvida com intervenção do Tribunal de Justiça, que reuniu os dois grupos e conseguiu chegar a um acordo quanto à data da eleição do novo presidente da Casa; um dos principais motivos de divergências.

Pelo acordo, o pleito vai ocorrer às vésperas do primeiro turno das eleições, no dia 3 de outubro, às 9h.

O grupo do atual presidente da Casa, Chico Filho (PP), defendia a eleição da nova Mesa Diretora da Câmara ocorresse no dia 29 de dezembro, como é de costume. Já os aliados do vereador Kelmann Vieira (PMDB), que predente disputar, desejavam adiantar para aprveitar a fragilidade na bancada do prefeito Rui Palmeira (PSDB).


FECHAR