publicidade
19/12/12

Fiat vai investir R$ 500 milhões em fábrica de motores em Pernambuco

19 / dez
Publicado por Blog de Jamildo em Notícias às 19:32

Foto: Guga Matos/JC Imagem

Blog de Jamildo com Agência Brasil

O presidente da Fiat no Brasil, Cledorvino Belini, anunciou que a companhia vai investir R$ 500 milhões em uma fábrica de motores em Pernambuco que deve começar a produzir em 2015. Belini se reuniu nesta quarta-feira (19) com a presidenta Dilma Rousseff e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, no Palácio do Planalto.

A indústria de motores será erguida em Goiana, na Zona da Mata pernambucana, no mesmo complexo que a Fiat já está construindo no local para produção de um novo modelo compacto, que será vendido a partir de 2014.

O novo investimento, segundo Belini, deve gerar 550 empregos diretos. Os motores fabricados em Pernambuco seguirão os parâmetros do Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores (Inovar-Auto). Além do mercado interno, poderão ser exportados para a América Latina e Europa, segundo o presidente da Fiat.

Segundo Mantega, o anúncio na montadora italiana é importante para ajudar o governo a alcançar a meta de investimentos em 2013. “Para nós é muito importante que, no próximo ano, o Brasil tenha um alto nível de investimentos. Temos que alcançar um crescimento de investimento da ordem de 8% em relação a esse ano, e os vários setores produtivos têm que colaborar e mostrar como vamos alcançar essa margem”.

Em nota enviada à imprensa no início da noite, o governador Eduardo Campos (PSB) comemorou o investimento. "Um empreendimento deste porte é uma grande notícia em qualquer contexto. Mais ainda na conjuntura que estamos atravessando, com uma crise internacional travando o crescimento de nossa economia e o país sendo desafiado a acelerar os investimentos públicos e privados para ganhar o desafiador ano de 2013", comentou.

O socialista também aproveitou para agradecer à presidenta Dilma por ter tido "toda a atenção e todo o empenho em viabilizar este grande projeto do interesse de todos os pernambucanos. Sem apoio federal o projeto não se tornaria realidade".


FECHAR