publicidade
06/01/20
Cachorro no bloco cirúrgico do Hospital Veterinário 4 Patas, em Olinda
Cachorro no bloco cirúrgico do Hospital Veterinário 4 Patas, em Olinda

Rapidez e eficiência são fundamentais em emergência veterinária

06 / jan
Publicado por Fabiola Blah em Conteúdo Patrocinado às 7:57


Foi durante um momento de lazer, enquanto assistia televisão, que Cristiane Rego Lima, esposa do analista de controladoria José Carlos Adelino da Silva, percebeu que Faraó, o cachorro do casal, tinha engolido uma agulha. “Eu estava trabalhando e de repente o telefone tocou. Era minha esposa me ligando apavorada dizendo que ele havia engolido uma agulha, em casa. Chegamos no 4 Patas  e de pronto fomos encaminhados para raio-X, ultrassom e todo aquele procedimento de emergência. Doutora Sheyla prestou todo o atendimento e, quando examinou, aplicou um calmante e Faraó foi levado para a cirurgia”, relembra Adelino.

Toda a agilidade no atendimento foi fundamental para a recuperação do pet, pois a agulha poderia perfurar algum órgão, agravando o quadro. Nesse processo, ter uma estrutura completa e tecnologia à disposição auxiliaram todo o atendimento realizado pela veterinária Sheyla Magalhães, proprietária do Hospital 4 Patas.

“O hospital foi pensado no bem-estar do animal e voltado para o trabalho humanizado. Durante todo o processo, essa interação que a gente tem com o tutor é fundamental, porque percebemos como o animal passa a ser um membro familiar, tem uma relação importante com as pessoas. Recuperar esse bichinho é muito gratificante”, complementa a médica.

A preocupação inicial e o nervosismo da família se transformaram em ainda mais amor e cuidado depois de todo o procedimento emergencial, que deixou Faraó saudável novamente. “Ficamos até o final da cirurgia e tudo saiu bem. Foi temeroso, mas ao mesmo tempo se sucedeu de uma maneira muito boa”, recorda Adelino.

A equipe de profissionais que acompanham Sheyla atende em diversas especialidades oferecidas no hospital. “Aqui no 4 Patas nós trabalhamos com praticamente todas as especialidades veterinárias. Cardiologia, nefrologia, dermatologia, oftalmologia, endocrinologia, neurologia e ortopedia. Além disso, tem também a parte de clínica médica de felinos, de silvestres, clínica cirúrgica e oncologia”, destaca a veterinária especialista em cardiologia Gabriela Ribeiro.

Além dessas, todo o serviço da emergência é pensado para o atendimento de eficiência. Gabriela detalha: “O fundamental é estabilizarmos o animal em emergência, que é aquele em risco iminente de óbito. Aqui a gente tem toda a estrutura, todos os profissionais capacitados para estabilizar o quadro daquele paciente e poder continuar o tratamento no internamento”.

Responsável pelos atendimentos oftalmológicos do 4 Patas, Carolina Santoyani, também veterinária do hospital, enfatiza o acompanhamento caso a caso, principalmente em animais de raça, onde a pré-disposição para problemas oftalmológicos é maior. “Os cachorros sempre precisam de um acompanhamento oftálmico, porque os casos são muitos e não há muitos profissionais na cidade. A gente costuma dizer que olho não dá uma segunda chance. Se você perde tempo tentando tratar, pode acabar agravando o quadro de modo irreversível”, explica.

Complementando esse cuidado, a veterinária Gabriela Teixeira atenta também para os atendimentos de rotina que os tutores devem manter. “Nós humanos precisamos de exame de rotina e os animais saudáveis também. Para o tutor, muitas vezes o paciente está saudável clinicamente e externamente ele está bem, mas ao realizar um exame de rotina, a gente detecta uma patologia que, quanto antes tratada, aumenta a qualidade de vida daquele paciente. No caso de filhotes, também é importante realizar os exames assim que são adquiridos, para poder iniciar o protocolo vacinal e ter um retrato fiel da saúde daqueles animais”, finaliza.


FECHAR