publicidade
27/05/19
Panda albino foi registrado na China. Foto: AFP
Panda albino foi registrado na China. Foto: AFP

Exemplar raro de panda albino é visto na China

27 / maio
Publicado por Priscila Miranda em Ciência às 8:11

AFP – Um exemplar raro de urso panda completamente branco foi fotografado em uma reserva natural no sudoeste da China, o que mostra que o albinismo existe entre os pandas que vivem em liberdade naquela região, informou a imprensa estatal.

O animal foi fotografado em uma mata no último mês de abril, na província de Sichuan, divulgou a agência de notícias Xinhua neste sábado. Trata-se de um exemplar albino com idade entre 1 e 2 anos, indicou o pesquisador e especialista em ursos da Universidade de Pequim Li Sheng, citado pela agência.

Leia também: Alunos de escola do Recife criam campanha para ajudar pets abandonados

Campanha para ajudar tratamento de cão mobiliza internet

Saiba como criar um porquinho-da-índia

A Reserva Natural Nacional de Wolong, onde o animal foi visto, não tem detalhes sobre o panda albino. Mais de 80% dos pandas que vivem em estado selvagem encontram-se em Sichuan, e o restante nas províncias de Shaanxi e Gansu.

Até novembro passado, havia 548 pandas gigantes em cativeiro no mundo, segundo a Xinhua. O número de exemplares que vivem em liberdade é inferior a 2 mil, segundo o Fundo Mundial para a Natureza (WWF).

Pequim investiu em diferentes programas para proteger os pandas nos últimos anos. Em 2018, a China anunciou um plano para criar um parque de pandas gigantes três vezes maior do que o Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos, a fim de unir as populações selvagens e fomentar a reprodução destes animais.

Será liberada uma verba de pelo menos 1,45 bilhão de dólares nos próximos cinco anos para a criação do parque em uma região montanhosa do sudoeste da China, segundo o “China Daily”.

Os pandas estão na lista de espécies vulneráveis, o que significa que, embora a sua sobrevivência esteja ameaçada, os esforços de preservação ajudaram a reduzir seu risco de extinção.

Ajude-nos a fazer o melhor conteúdo para você!


FECHAR