publicidade
12/07/18
Mascote de um lar para idosos, Leaf tem 9 anos e ficou vários dias sobre um telhado até que foi resgatada. Foto: Handout / Peace Winds Japan / AFP
Mascote de um lar para idosos, Leaf tem 9 anos e ficou vários dias sobre um telhado até que foi resgatada. Foto: Handout / Peace Winds Japan / AFP

Égua que se salvou da inundação em telhado comove o Japão

12 / jul
Publicado por Priscila Miranda em Comportamento às 8:39

AFP – Leaf, uma mini-égua que se refugiou em um telhado para se salvar das inundações comoveu o Japão, atingido há vários dias por chuvas torrenciais que deixaram 179 mortos.

Mascote de um lar para idosos da cidade de Kurashiki (oeste), Leaf, a eguinha de 9 anos e crina vermelha, ficou vários dias sobre um telhado até que foi resgatada pelos socorristas de uma associação humanitária.

O resgate

Leaf foi vista na segunda-feira pelas equipes de socorro que conseguiram chegar ao bairro de Mabi, totalmente inundado, para ajudar os moradores.

“Os socorristas chamaram os bombeiros. Eles disseram que sua primeira tarefa era salvar vidas humanas”, explicaram. Por isso, decidiram salvá-la por meios próprios, explicou à AFP Keiko Takahashi, uma integrante do Peace Winds Japan (PWJ), uma ONG de ajuda populações vítimas de tragédias humanitárias ou catástrofes naturais.

Na hora de evacuar o lar de idosos ante a rápida alta das águas, os funcionários do local tiveram de libertar os animais que faziam companhia aos pacientes por não poder levá-los juntos, contou ainda Takahashi.

Leaf conseguiu se refugir no telhado, mas não conseguiu salvar o potrinho que havia tido há poucas semanas.

Leia também: Morre Zsa Zsa, o cachorro mais feio do mundo, aos 9 anos

Panda ganha bolo de aniversário no zoológico de Berlim

Em ato heroico, cachorro morre ao salvar tutor de choque elétrico

Segundo Takahashi, a inundação chegou ao nível dos telhados e a égua conseguiu nadar até se colocar em segurança em um deles, onde ficou presa quando as águas baixaram.

Leaf foi alojada em um sítio e depois levada de volta ao lar de idosos, onde os funcionários explodiram em lágrimas ao ver que ela havia sobrevivido.


FECHAR