publicidade
19/02/20
"Podemos dizer que o Recife está preparado para lidar com o coronavírus, caso surjam casos da doença", diz Jailson Correia (Foto: Divulgação)

Coronavírus: Recife capacita trade turístico para orientar visitantes sobre a doença

19 / fev
Publicado por Cinthya Leite em Blog - 19/02/2020 às 15:40

De olho no aumento do número de turistas na capital pernambucana durante os dias de Carnaval, profissionais da Secretaria de Turismo Esportes e Lazer do Recife (Seturel), representantes do trade turístico, do Sindicato dos Taxistas e motoristas de aplicativos de transporte estão sendo capacitados pela Secretaria de Saúde do Recife (Sesau) sobre o novo coronavírus. As orientações fazem parte dos preparativos da rede municipal de saúde para receber possíveis casos suspeitos da doença. O objetivo é deixar os profissionais que lidam com turistas aptos a dar as primeiras orientações sobre o novo vírus e tranquilizar os visitantes sobre a situação na capital pernambucana.

Leia também:

Carnaval: veja 8 dicas para se prevenir do coronavírus, sarampo, gripe e outras doenças

Chá imunológico contra coronavírus? Confira mitos, verdades e incógnitas sobre a epidemia

Na manhã desta quarta-feira (19), o treinamento foi voltado a cerca de 50 representantes de grandes hotéis do Recife e de outros destinos procurados do Estado, como Porto de Galinhas. As orientações foram dadas no Hotel Internacional Palace Lucsim, em Boa Viagem, através de uma parceria da Sesau com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-PE). Os participantes também receberam parte dos 20 mil panfletos informativos em português, inglês, espanhol e mandarim que estão sendo distribuídos pela Sesau em hotéis, porto, aeroporto, polos de Carnaval e pontos turísticos. O material informativo está disponível para download no site da Prefeitura do Recife (www.recife.pe.gov.br).

Para o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, é importante que o trade turístico aprenda os critérios de definição de casos suspeitos para saber identificar quando é necessário agir. “Os profissionais do turismo são uns dos primeiros a terem contato com os visitantes da cidade. Por isso, precisamos que estejam bem informados e saibam como proceder. Hoje temos cinco casos suspeitos no Brasil e nenhum na nossa região. Não há nenhuma indicação técnica de evitar vir ao País neste Carnaval. Temos que ficar em alerta, mas sem entrar em pânico. A Sesau Recife tem promovido diversas capacitações e podemos dizer que o Recife está preparado para lidar com o coronavírus, caso surjam casos da doença”, afirmou Jailson, que é infectologista.

Na tarde dessa terça-feira (18), a Secretaria de Saúde do Recife também capacitou cerca de 50 profissionais da Secretaria Municipal de Turismo, Lazer e Esportes (Seturel) do Recife, no Bairro do Recife. A Vigilância Epidemiológica do Recife também está dando orientações sobre o coronavírus a representantes do Sindicato dos Taxistas de Pernambuco e de motoristas de aplicativos como 99 Pop e Uber, para que eles repassem para os demais profissionais. Somente o Sindicato dos Taxistas tem cerca de 6 mil motoristas cadastrados.

O diretor-executivo da ABIH-PE, Carlos Maurício Periquito, aprovou a iniciativa da Secretaria de Saúde do Recife e ainda levou para a capacitação empresários de hotéis de outros destinos procurados do Estado, como Porto de Galinhas. “Estamos com expectativa de ocupar mais de 95% da rede hoteleira. Foi muito bom ter essa oportunidade de orientar bem nossa equipe, tendo acesso a informações para agirmos de forma correta”.

Nas últimas semanas, profissionais da Atenção Básica, Média e Alta Complexidade e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192), agentes redutores de danos, além dos núcleos de epidemiologia das unidades de saúde municipais e privadas, receberam treinamento sobre as características do coronavírus e dos sinais, sintomas e tratamento do coronavírus, como identificar casos suspeitos, como deve ser o fluxo de notificação, como conduzir os pacientes que venham a procurar as unidades municipais com sintomas de infecção por coronavírus, como evitar a transmissão do coronavírus e outros vírus, entre outras orientações.

Para atingir um maior número de profissionais, também estão sendo enviadas, por WhatsApp, vídeo-aulas para mais de 2.500 servidores da Secretaria de Saúde do Recife. Também foram disponibilizados cerca de mil cartazes para unidades da rede municipal municipal de saúde.

Como o epicentro da disseminação desse surto de coronavírus é a China, profissionais do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância à Saúde (Cievs) do Recife também fizeram uma visita técnica ao Consulado Chinês, para passar orientações sobre a doença e o que devem fazer caso tenham conhecimentos de pessoas que vão para a China ou voltaram de lá com sintomas de COVID-19.

Durante os dias da folia de Momo, o Cievs estará a postos 24 horas por dia com equipe de plantão para realizar o monitoramento e investigação de casos de doenças de interesse à saúde pública, tentando conter, com agilidade, a transmissão de doenças e a ocorrência de surtos. Nesse período festivo, a atenção já é sempre redobrada por causa do grande fluxo de turistas no Recife, que podem trazer vírus típicos das cidades onde moram e que comumente não circulam na capital pernambucana. Este ano, há uma atenção especial por causa do risco de chegada do novo coronavírus no País.


FECHAR