publicidade
03/09/19
Paciente com os olhos acometidos pelo vírus do sarampo pode apresentar desde uma conjuntivite leve até uma alteração na córnea mais grave (Foto: Freepik/Banco de Imagens)
Paciente com os olhos acometidos pelo vírus do sarampo pode apresentar desde uma conjuntivite leve até uma alteração na córnea mais grave (Foto: Freepik/Banco de Imagens)

Sarampo também pode afetar os olhos, alerta oftalmologista

03 / set
Publicado por Cinthya Leite em Blog - 03/09/2019 às 11:20

Com o aumento do número de casos de sarampo no Brasil, vale a pena reforçar que, além das clássicas manchas vermelhas que começam pelo rosto e se espalham pelo corpo, a doença também pode causar irritação nos olhos. O alerta vem da oftalmologista Cecília Cavalcanti, do Hospital de Olhos de Pernambuco (Hope) e da Fundação Altino Ventura (FAV). Ela destaca que o paciente com os olhos acometidos pelo vírus pode apresentar desde uma conjuntivite leve até uma ceratite (alteração na córnea mais grave), podendo evoluir para uma úlcera corneana e até mesmo para cegueira.

A oftalmologista alerta para a vacinação como a melhor forma de prevenção. “Antigamente o sarampo era a doença que mais matava as crianças e se tornou extremamente rara, mas começou a retornar devido ao fato de várias pessoas não vacinarem seus filhos”, diz.

No caso de pacientes infectados pelo vírus do sarampo, a indicação é procurar também atendimento com um médico oftalmologista para ter o tratamento adequado e, de preferência, o quanto antes. “Quanto mais precoce forem o diagnóstico e o tratamento, melhores serão os resultados e menores as chances de complicações. Os pacientes podem ser medicados com colírios e antibióticos para evitar uma infecção secundária da córnea e evitar uma úlcera mais grave. Já para as retinopatias mais graves, os pacientes podem precisar também de corticoide”, orienta Cecília Cavalcanti.

Sobre a vacinação

Quem deve se vacinar contra o sarampo?

Dose zero: Devido ao aumento de casos de sarampo em alguns Estados, todas as crianças de 6 meses a menores de 1 ano devem ser vacinadas (dose extra)

Primeira dose: Crianças que completarem 12 meses (1 ano)

Segunda dose: Aos 15 meses de idade, última dose por toda a vida

Adulto deve se vacinar contra o sarampo?

Quem tem entre 1 e 29 anos e recebeu apenas uma dose, recomenda-se completar o esquema vacinal com a segunda dose da vacina

Quem comprova as duas doses da vacina do sarampo não precisa se vacinar novamente.

Não tomou nenhuma dose, perdeu o cartão ou não se lembra?
De 1 a 29 anos – São necessárias duas doses
De 30 a 49 anos – Apenas uma dose

Números

De acordo com o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, o Brasil registrou, nos últimos 90 dias, entre 2 de junho a 24 de agosto de 2019, 2.331 casos confirmados de sarampo em 13 estados: São Paulo (2.299), Rio de Janeiro (12), Pernambuco (5), Santa Catarina (4), Distrito Federal (3), Bahia (1), Paraná (1), Maranhão (1), Rio Grande do Norte (1), Espírito Santo (1), Sergipe (1), Goiás (1) e Piauí (1). Nesses dois últimos, os casos foram registrados em outros Estados. O coeficiente de incidência da doença foi de 5% por 100.000 habitantes.

Na segunda-feira (2/9), a Secretaria de Saúde de Pernambuco divulgou um balanço mais atualizado dos casos no Estado, que registrou, até o último dia 30 de agosto, 395 casos suspeitos de sarampo. Desse total, 86 foram descartados, 296 estão em investigação e 13 foram confirmados após análise laboratorial realizada pela Fiocruz do Rio de Janeiro. Dos casos confirmados, 3 são moradores do Recife, 3 de Caruaru, 1 de Frei Miguelinho, 1 de Santa Cruz do Capibaribe e 5 de Taquaritinga do Norte.

Entre os casos de Taquaritinga, foi confirmado o óbito de uma criança de 7 meses.


FECHAR