publicidade
15/02/19
A realização do teste rápido de HIV e sífilis dura, em média, 30 minutos (Foto: Miva Filho/SES)
A realização do teste rápido de HIV e sífilis dura, em média, 30 minutos (Foto: Miva Filho/SES)

Marco Zero do Recife recebe ação de testagem gratuita de HIV e sífilis neste domingo

15 / fev
Publicado por Cinthya Leite em Blog - 15/02/2019 às 11:10

O Programa Estadual de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST)/Aids, da Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES-PE), aproveita o fluxo de pernambucanos e turistas no Centro do Recife, neste final de semana pré-carnavalesco, para reforçar a importância da prevenção a IST, além do diagnóstico precoce e tratamento em tempo oportuno. Neste domingo (17), a partir das 14h, o trailer do Projeto Quero Fazer estaciona nas imediações do Marco Zero e ofertará testes rápidos de HIV e sífilis. A ação terá capacidade para acolher até 70 pessoas.

A realização do teste rápido dura em média 30 minutos. Além do exame, é feito aconselhamento sobre comportamentos saudáveis para a saúde sexual e há distribuição de preservativos e sachês de gel lubrificante. Diagnosticando paciente positivo para HIV e/ou sífilis, ele já sai do teste com encaminhamento para um serviço de referência, onde iniciará o tratamento.

É importante ressaltar que o teste rápido é disponibilizado de rotina em diversos serviços, como postos de saúde, Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA) e organizações não governamentais (ONGs), além das unidades que realizam pré-natal. A população pode verificar com a secretaria de Saúde do município onde mora o local mais próximo para fazer o exame. Todo mês também são encaminhadas camisinhas para que os gestores municipais ofertem para sua população.

Aids

Em Pernambuco, desde o início das notificações, no ano de 1983, até 1º de outubro de 2018, foram 26.657 casos de aids, sendo 17.339 no público masculino e 9.318 no feminino. Apenas em 2018, até 1º de outubro, os dados preliminares apontam 445 casos.

HIV

Em junho de 2014, o Ministério da Saúde (MS) também instituiu a notificação das pessoas apenas infectadas com HIV, que são aquelas que possuem o vírus, mas ainda não desenvolveram a doença (aids). Desde então, foram detectados, no Estado, 9.818 casos, sendo 6.519 no público masculino e 3.299 no feminino.

Sífilis

Há três tipos de notificação de sífilis: adquirida (público em geral – 3.275 casos em 2017), congênita (passada da mãe para o bebê durante a gestação – 1.885 em 2017) e em gestante (1.615 em 2017).


FECHAR