publicidade
03/08/18
sarampo – pe
sarampo – pe

Cinco casos de sarampo são investigados em Pernambuco

03 / ago
Publicado por Letícia Saturnino em Blog - 03/08/2018 às 16:35

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou nesta sexta-feira (3) que recebeu, no último dia 30 de julho, a notificação de dois casos prováveis de sarampo em Pernambuco. Trata-se de um homem de 27 anos, residente no Recife, com histórico de viagem para Manaus, área onde está circulando o vírus. Segundo relato do paciente, ele teve contato com um caso suspeito da enfermidade durante sua estada na capital do Amazonas. Já no Recife, o homem teve contato com sua sobrinha, de 2 anos, que não tem histórico vacinal da tríplice viral. Os dois apresentaram sintomas da doença e estão sendo investigados pelo município do Recife com o apoio do Estado. Além deles, já foram identificados três casos suspeitos, sendo um adolescente de 13 anos, uma jovem de 19 e uma mulher de 42 anos.

A coleta de sangue de ambos já foi realizada, entre os dias 1º e 2 de agosto, e encaminhadas para o Laboratório Central de Pernambuco (Lacen-PE). Os resultados, preliminares e não conclusivos, foram sugestivos para a doença. Porém, de acordo com as normas do Ministério da Saúde, para confirmar os casos é necessário o envio das amostras para realização de novas análises no laboratório nacional de referência, localizado na Fiocruz/RJ. O envio será realizado na próxima segunda-feira (06).

As secretarias municipais de Saúde do Recife e do Jaboatão dos Guararapes estão realizando as ações de identificação e monitoramento de todas as pessoas que tiveram contato com os pacientes, imunizando aqueles sem histórico vacinal ou que não estão adequadamente vacinados, além de verificar a possibilidade da existência de novos casos.

Por ter suspeita do sarampo, a SES iniciou uma ação de investigação, vigilância e bloqueio para evitar novos casos. O alvo deste procedimento são as residências dos pacientes, localizadas no Recife, inclusive o local de trabalho do homem, que fica em Jaboatão dos Guararapes. Os outros três casos suspeitos, sendo um adolescente de 13 anos, uma jovem de 19 e uma mulher de 42 anos, são de pessoas que pertencem à mesma família e estão sendo acompanhados.

Histórico da doença no Estado

Em Pernambuco, os últimos casos de sarampo ocorreram entre 2013 (199 casos) e 2014 (27 casos), além de um caso em 2012. Anteriormente, o último registro tinha sido em 1999, com 240 casos. Em 2018, não há, até o momento, nenhuma confirmação.

Alerta da SES

A Secretaria Estadual de Saúde ressalta que a notificação desses casos no Estado só reforça a importância da população manter a caderneta de vacinação corretamente atualizada. No caso do sarampo, a proteção se dá por meio da vacina tríplice viral, que também protege contra caxumba e rubéola. A tríplice deve ser aplicada em crianças com 12 meses, com um reforço aos 15 meses com a tetra viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela). Para crianças acima de 2 anos e jovens e adultos até os 29 anos, não vacinados anteriormente ou que não se lembram, devem ser feitas duas doses da tríplice viral, com intervalo de 30 dias entre elas. Adultos entre 30 e 49 anos (não imunizados ou que não lembram) devem tomar uma dose da tríplice. Profissionais de saúde não vacinados devem tomar duas doses com a vacina tríplice viral, independentemente da idade. Essas doses são disponibilizadas durante todo o ano nos postos de vacinação de todos os municípios.

Vacinação

É importante relembrar a população que começa, na próxima segunda (6), a Campanha de Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo. A vacinação segue até o dia 31 de agosto, com dia D – conhecido como mobilização nacional – no dia 18. A campanha é voltada para crianças entre 1 ano e menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), independentemente da situação vacinal. Em Pernambuco, o objetivo é imunizar, no mínimo, 95% dos 544.180 meninos e meninas inclusos na estratégia.

 


FECHAR